Produtor acusa parque e governo do Maranhão de boicote

Estadão

21 de abril de 2012 | 18h22

Marcelo Moreira

Fica cada vez mais difícil justificar o injustificável. Natanael Jr., sócio-proprietário da Lamparina Produções, uma das organizadoras do Metal Open Air, afirmou neste sábado ao jornal O Imparcial, o principal de São Luís, que o evento foi boicotado.

 De acordo com repórter Gilvan Freitas, o produtor reclamou festival teria sofrido um boicote dos responsáveis pela manutenção do Parque Independência. O boicote, segundo Natanael Júnior, teria acontecido no primeiro dia, quando na montagem dos palcos, a energia elétrica teria sido cortada.  

De acordo com Natanael, em relação a não participação do ator Charlie Sheen, a produção descobriu que o ator teria cancelado sua vinda ao Brasil ainda na quinta-feira (19), quando teria quebrado o contrato com a banda Rock and Roll all Stars, grupo que ele acompanharia. O motivo alegado por Charlie Sheen, segundo Natanael Júnior, seria a não aceitação da produção em condecer cachê de 300 mil dólares, mais passagens e hospedagem em um apartamento de luxo em São Luís.

Natanel Júnior disse que a banda Ratos de Porão teria cancelado o show no Metal Open Air porque teria alegado que o cachê pago ao grupo teria sido muito baixo.

Tudo o que sabemos sobre:

Metal Open Air

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.