Prince encerra Southwest Festival com show regado a muito funk

Estadão

20 de março de 2013 | 17h00

do Estadão.com.br

De que outra forma Prince poderia encerrar o South by Southwest Music Festival, que é basicamente uma semana de muito rock n ‘roll? Fazendo uma festa totalmente diferente: uma festa funk que se estendeu até 3h. Enquanto Justin Timberlake e os Smashing Pumpkins faziam outros encerramentos nas proximidades, Prince prevaleceu como o show mais disputado na noite de sábado (16), tocando para apenas 300 pessoas em sua primeira aparição no encontro anual de música que contou com 2.200 bandas e artistas este ano.

Prince no SXSW

Prince no SXSW – AP

Prince superou todos eles – mas o seu concerto no La Zona Rosa, pequeno clube que fica às margens do caos do SXSW, não foi nenhum espetáculo grandioso. Ele se apresentou em um palco atrás de uma espartana placa de vídeo gigante, e ficou contente no papel de bandleader em vez do costumeiro superstar para este fim de SXSW repleto de funk. “Chamaram-nos e disseram que queriam um pouco de funk em Austin”, disse Prince, antes de cantar os últimos compassos de uma versão suave de “Purple Rain”.

A banda de 12 peças se uniu a mais recente encarnação da New Power Generation de Prince para uma série de hits como “1999” e “Cool”. O show começou com a banda fazendo uma entrada ao estilo Mardi Gras, que foi rapidamente abafada pelos gritos da platéia ao ver Prince surgir com um traje de gala, gola alta, camisa e blazer preto confortável.

Alguns fãs, no entanto, saíram com lembranças fotografadas. Prince é notoriamente rígido com relação ao controle de sua música e imagem, e os organizadores avisaram a multidão três vezes antes de o show começar que tirar fotos era proibido. Os fãs que ignoravam a regra foram repreendidos pelos seguranças ou aconselhados a desaparecer.

Até simplesmente usar um telefone celular foi proibido, uma ironia triste, dado que o concerto foi patrocinado pela Samsung Galaxy e promotores trabalharam a multidão antecipadamente, oferecendo aos clientes novas baterias de telefone ou dispositivos para fazer “test-drives”. Príncipe nunca tocou guitarra durante o set.

Nem ele realizar o seu novo “Srewdriver”, single que estreou no início deste ano, optando por covers de funks: “Somos um Vencedor”, de Curtis Mayfield, e “Don’t Stop Until You Get Enough”, de Michael Jackson, entre eles como a noite arrastou fãs no e cansado fizeram o seu caminho para as saídas antecipadas. “Não me faça te machucar. Você sabe quantos hits eu tenho?” Prince disse durante o primeiro de vários falsos encerramentos, antes de começar ainda outro bis.

Tudo o que sabemos sobre:

Prince

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.