Os 40 anos de Ziggy Stardust

Estadão

17 de junho de 2012 | 08h44

Flávio Leonel – Roque Reverso*

O dia 6 de junho de 2012 marca o aniversário de 40 anos de um dos grandes álbuns da história do rock. Há exatamente 4 décadas, o inglês David Bowie lançava o disco “The Rise and Fall of Ziggy Stardust and the Spiders from Mars”, o quinto de sua carreira.

Na época, os amantes do rock ainda se recuperavam do trauma do fim dos Beatles e das mortes de Jimi Hendrix e Janis Joplin, todos em 1970, último ano da década de 60. Ao mesmo tempo, a criatividade intensa do início da década seguinte fazia com que grandes discos pipocassem.

Só para dar alguns exemplos, em 1971, o Led Zeppelin lançou o “Led Zeppelin IV”; o Jethro Tull trouxe “Aqualung”; e John Lennon fez “Imagine”.

Em 1972, o turbilhão de grandes trabalhos continuou. O Deep Purple criou o “Machine Head”; os Rolling Stones lançaram “Exile on Main St.” ; e o Black Sabbath ainda viria com o “Black Sabbath, Vol. 4?.  

O desafio de Bowie era, portanto, bastante grande. Mas o chamado “camaleão do rock” conseguiu escrever mesmo assim o seu nome definitivamente na história da música com um álbum conceitual lembrado até os dias de hoje.

Idealizado por Bowie durante as sessões do disco ”Hunky Dory”, de 1971, “Ziggy Stardust” foi gravado no Trident Studios, em Londres, entre novembro de 1971 e fevereiro de 1972.

Produzido pelo cantor e por Ken Scott, o álbum traz Mick Ronson (guitarra, piano, vocais), Trevor Bolder (baixo), Mick Woodmansey (bateria) e  Dana Gillespie no backing vocal da música “It Ain’t Easy”.

O disco conta a história de um alienígena chamado Ziggy Stardust, que vem para a Terra confortar a humanidade em fase de extinção. Com visual andrógino, ele acaba formando uma banda chamada “Spiders from Mars”. Torna-se uma estrela e acaba cedendo aos exageros do rock n’ roll. O álbum termina com o suicídio de Ziggy.

Com este grande álbum, David Bowie inspirou uma série de outros músicos, chocou os mais conservadores e se consolidou como um dos grandes nomes do rock. Hoje, em vez de novos trabalhos impactantes, o camaleão prefere ficar longe dos holofotes, com sua idade de 65 anos.

Vale lembrar que, em 2012, uma edição comemorativa de 40 anos de ”The Rise and Fall of Ziggy Stardust and the Spiders from Mars” está sendo lançada para o público.  

* Flávio Leonel é jornalista da Agência Estado e editor do ótimo blog Roque Reverso.

Tudo o que sabemos sobre:

David Bowie

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.