Orquestra Sinfônica Brasileira, Villa-Lobos, Marcelo Bonfá e outros artistas prestam homenagem a Legião Urbana

Estadão

30 de setembro de 2011 | 20h10

Pitty cantou Índios acompanhada de Dado Villa-Lobos, Marcelo Bonfá e Orquestra Sinfônica Brasileira. Na sequência, Marcelo Bonfá assumiu o microfone para executar Teatro dos Vampiros. Herbert Vianna cantou a música Será. Dinho Ouro Preto prestou suas homenagens aos conterrâneos de Brasília com a canção Por Enquanto.  “Legião Urbana é espécie de uma seita, todo mundo sabe cantar”, disse Dinho.

O vocalista do Capital Inicial continuou as homenagens com Pais e filhos, um dos maiores sucessos da Legião Urbana. A plateia cantou em coro. Rogério Flausino também assumiu os vocais e comandou o show. O público pediu bis e Será foi cantada por todos novamente.

O show-tributo ao Legião Urbana contou com acompanhamento dos músicos da Orquestra Sinfônica Brasileira, dos integrantes originais da banda Marcelo Bonfá e Dado Villa-Lobos (foto). Também participaram Pitty, Dinho Ouro Preto, Toni Platão, Rogério Flausino e Herbert Vianna

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: