O resgate da fase mais roqueira do Ten Years After

Estadão

15 de dezembro de 2010 | 08h21

Marcelo Moreira

O guitarrista mais veloz do mundo e aquele que tinha o feeling mais apurado no rock. Essa era a fama de Alvin Lee, o líder do Ten Years After, um dos gigantes do blues rock inglês.

Em tempos de concorrência bravíssima – Eric Clapton, Jeff Beck, Jimmy Page, Jimi Hendrix, Rory Gallagher, Mick Taylor, Peter Green, Steve Howe, Keith Richards, Pete Townshend, Peter Frampton, Robbie Krieger, Pete Townshend, Robert Fripp e muitos outros -, para se destacar na cena britânica era preciso ser excelente e fazer algo de diferente.

Extremamente técnico e virtuoso, Alvin Lee e seu quarteto optaram por um estilo mais pesado de blues, antecipando o que se tornaria conhecido como blues rock. Foi a maneira que encontrou para se diferenciar do blues tradicional de John Mayall, do purismo exagerado do Fleetwood Mac e do experimentalismo blueseiro do Canned Heat.

A fase mais roqueira do Ten Years After ganha uma versão remixada e remasterizada em uma caixa com três CDs. “Think About The Times: The Chrysalis Years 1969 To 1972 (2010)” traz os quatro álbuns lançados nesta época mais algumas faixas extras como bônus.

Os álbuns em questão “Ssssh…”, o quarto da banda, de 1969, “Cricklewood Green”, o quinto, de 1970, “A Space in Time”, o sétimo, de 1971, e o oitavo, “Rock’n Roll Music to the World”, de 1972. É a fase onde a banda estava sob contrato com a gravadora Chrysalis, que já tinha abrigado o Jethro Tull.

“Sssh…” coincide com a apresentação bombástica da banda no festival de Woodstock e tornou a banda conhecida nos Estados Unidos. “Cricklewood Green” traz o hite “Love Like a Man”, que colocou o Ten Years After nos lugares mais altos das paradas inglesa e norte-americana, apostando mais no rock’n roll básico.

“A Space in Time” aprofunda a mistura de blues e rock e traz outro grande hit, “I’d Love To Change the World”. Finalmente, “Rock’n Roll Music to the World” mostra um rock mais pesado e acelerado, trazendo elementos mais experimentais – fato que provocou desgastes grandes entre os integrantes e que precipitou o o primeiro fim da banda em 1973.

Capa de 'A Space in Time'. Alvin Lee é o segundo da esq. para a dir.

Classifico o Ten Years After como mais uma das grandes bandas injustiçadas, ao lado de artistas como Robin Trower e Rory Gallagher. Apesar da qualidade altíssima de seu trabalho, sofreu com a enorme concorrência dos grandes nomes da época e com o surgimento de grupos iniciantes, como o Queen.

A caixa é um tesouro que foi resgatado pela Chrysalis e reacende o interesse pelo blues rock inglês do final dos anos 60. Resta agora esperar que o serviço fique completo com o lançamento dos três primeiros álbuns, da fase mais blueseira – “Ten Years After”, de 1967, “Undead”, de 1968, e “Stonedhenge”, de 1969, editados na época pela Polygram.

Think About The Times: The Chrysalis Years 1969 To 1972

DISCO  1 – 01. Bad Scene 02. Two Time Mama 03. Stoned Woman 04. Good Morning Little Schoolgirl 05. If You Should Love Me 06. I Don’t Know That You Don’t Know My Name 07. The Stomp 08. I Woke Up This Morning 09. If You Should Love Me [B-side of Love Like A Man] 10. Sugar The Road 11. Working On The Road 12. 50,000 Miles Beneath My Brain 13. Year 3,000 Blues 14. Me And My Baby 15. Love Like A Man 16. Circles 17. As The Sun Still Burns Away

DISCO  2 – 01. Love Like A Man [Single A-side] 02. I’m Coming On 03. My Baby Left Me 04. Think About The Times 05. I Say Yeah 06. The Band With No Name 07. Gonna Run 08. She Lies In The Morning 09. Sweet Little Sixteen 10. One Of These Days 11. Here They Come 12. I’d Love To Change The World 13. Over The Hill 14. Baby Won’t You Let Me Rock ‘N’ Roll You 15. Once There Was A Time 16. Let The Sky Fall 17. Hard Monkeys 18. I’ve Been There Too 19. Uncle Jam

DISCO  3 –  01. I’d Love To Change The World [Single Edit] 02. You Give Me Loving 03. Convention Prevention 04. Turned Off T.V. Blues 05. Standing At The Station 06. You Can’t Win Them All 07. Religion 08. Choo Choo Mama 09. Tomorrow I’ll Be Out Of Town 10. Rock & Roll Music To The World 11. Choo Choo Mama 12. Love Like A Man – Live [B-side]

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: