Nos anos 80, Bruce Springsteen revela que já chegou a pensar em suicídio

Estadão

30 Julho 2012 | 01h00

LUCIANO BORBOREMA – Território Eldorado

Bruce Springsteen já pensou em se matar. Em entrevista a revista The New Yorker, o cantor norte-americano de 62 anos, revelou que na década de 80, “pelo pânico e o ódio por si mesmo” o suicídio fazia parte dos seus pensamentos diários. Um amigo também confirma.

“Meus problemas não eram evidentes como ter problemas de drogas. Para mim foi diferente”, disse. Bruce também nunca teve uma boa relação com seu pai. Seu amigo e biógrafo Dave Marsh também contou à New Yorker que Springsteen chegou a ter tendências suicidas em 1982.

“Passou do nada a liderar os rankings, com pessoas que o elogiavam de forma contínua. É nesses casos que a pessoa pode começar a ter alguns conflitos sobre seu verdadeiro valor”, disse Marsh.


Bruce Springsteen. AP/Tor Erik Schroeder 

 Bruce turnê e novo álbum

O roqueiro corre o mundo para divulgar seu novo disco, Wrecking Ball. A primeira canção tirada desse trabalho foi We Take Care Of Our Own.

O trabalho conta com a participação especial do guitarrista Tom Morello, da banda Rage Against The Machine e foi produzido por Ron Aniello. Neste mês, o cantor faz shows pela Europa. No último fim de semana, ele se apresenta em Oslo, Noruega.

Mais conteúdo sobre:

Bruce Springsteen