Morre o guitarrista Ronnie Montrose, que revelou Sammy Hagar

Estadão

04 de março de 2012 | 15h44

Marcelo Moreira

O guitarrista norte-americano Ronnie Montrose foi um daqueles músicos que podem ser chamados de operários do rock. Viu muita gente ingerior e sem talento ultrapassá-lo na corrida pelo sucsso, mas nunca esmoreceu e sempre seguiu em frente. Era a versão americana do guitarrista inglês Paul Samson – o “descobridor” de Bruce Dicknson.

Com sua banda Montrose, formada no início dos anos 70, revelou nada mais nada menos do que o vocalista e guirarrista Sammy hagar, que teria uma carreira solo consistente e depois faria sucesso cantando no Van halen, nos anos 80 e 90.

Montrose ficou estacionado no segundo escalão do rock, mas nem por isso deixou de trabalhar e produzi de forma abundante e com qualidade, mas não conseguiu vencer um câncer na próstata. Ele morreu neste domingo, aos 64 anos, os Estados Unidos.

O site oficial de Montrose foi atualizado com a seguinte mensagem:

“Há alguns meses atrás, fizemos uma festa surpresa para o aniversário de 64 anos de Ronnie Montrose. Ele fez um discurso de improviso, e nos disse que, depois de uma vida longa, cheia de alegria e sofrimento, ele valorizava o nosso amor. Ele morreu hoje. Lutou contra um câncer, e prolongou a velhice pelo tempo que deu. E fiel à forma, ele escolheu sua saída do jeito que escolheu sua própria vida. Sentimos falta dele desde já, mas estamos contentes de compartilharmos isso com ele enquanto podíamos.”

Ronnie Montrose tocou com músicos como Sammy Hagar, Herbie Hancock, Van Morrison, The Beau Brummels, Boz Scaggs, Beaver & Krause, Gary Wright, Tony Williams, entre outros, além dda banda que levava o seu nome  de tocar na banda Gamma.

Imagem

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: