Morre Jet Harris, ex-baixista do The Shadows

Estadão

21 de março de 2011 | 23h32

REUTERS

O músico britânico Jet Harris, que tocou baixo na banda de Cliff Richard The Shadows, morreu aos 71 anos, anunciou a mídia britânica na última sexta-feira. 

Terence Harris, apelidado de “Jet” (Jato) porque era um dos corredores mais velozes de sua escola, foi apresentado a Richard em 1958 e, segundo seu site na Internet, foi o responsável pelo nome The Shadows. 

“Jet foi exatamente o que The Shadows e eu precisávamos — uma espinha dorsal que unia nosso som”, disse Richard em comunicado à imprensa. 

“Jet, o baixista, será sempre uma parte importante da história do rock’n’roll britânico. Perdê-lo é triste, mas as grandes memórias dele ficarão comigo.” 

Com The Shadows, Harris teve uma série de sucessos no final dos anos 1950 e início da década de 1960, entre os quais “High Class Baby”, “Apache” e “Guitar Tango”. Sua última gravação com a banda foi “Wonderful Land”, em 1962, que foi número 1 nas paradas britânicas. 

Depois de deixar a banda, Harris juntou-se a outro ex-integrante do Shadows, Tony Meehan, e voltou a ser líder das paradas com “Diamonds”, em 1963. 

Depois de um grave acidente de carro quase encerrar sua carreira ele se distanciou dos holofotes, embora tenha feito turnês na Europa e lançado vários álbuns. Com a perda de seu sucesso como músico, Harris tornou-se fotógrafo profissional. 

Ele recebeu o título de Cavaleiro do Império Britânico por seus serviços à música e morreu depois de passar dois anos numa batalha contra o câncer.

Tudo o que sabemos sobre:

The Shadows

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.