Megadeth resiste ao caos e consegue sobreviver com bom show no Metal Open Air

Estadão

21 de abril de 2012 | 18h49

Marcelo Moreira

Aquele que deveria ter sido o maior festival de heavy metal da América do Sul de todos os tempos se transformou um dos maiores micos da história da música. Lamentavelmente, o som ficou em segundo plano. O Megadeth, atração principal do primeiro dia, atuou com profissionalismo e fechou a noite com uma boa apresentação, energética e pesada. Pena que o público era pequeno e estava mais preocupado com os problemas de infraestrutura do que com a música.

O show foi pesado e incandescente. A sequência maradora  “A Tout Le Monde”, “Symphony Of Destruction” e “Rust In Peace” não deixou ninguém parado, após o encerramento fantástrico com “Holy Wars”.

O Megadeth agradou, tarefa difícil pois subiu ao palco após apresentações muito boas de Symphony X, Destruction e Exodus – esta provavelmente a melhor performance do festival.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.