Liquid Tension Experiment: rock pesado instrumental por excelência

Estadão

09 de fevereiro de 2011 | 16h34

Marcelo Moreira

Música para a cabeça, e não para os pés. Nunca a definição de Robert Fripp (King Crimson) para o rock progressivo foi tão precisa para definir o som de bandas maravilhosas como Transatlantic, Porcupine Tree, IQ e muitas outras que ainda colocam o gênero no topo.

Liquid Tension Experiment é maus uma que se enquadra perfeitamente na definição. A melhor amostra do que o grupo é capaz está na megacaixa “Live 2008”, que volta às lojas norte-americanas neste começo de ano.

Show do Liquid Tension Experiment em Los Angeles

Projeto paralelo de membros do Dream Theater, surgiu em 1998 quando Mike Portnoy (bateria) e John Petrucci (guitarra), os líderes daquela banda, resolveram trabalhar ao lado de um amigo antigo, o tecladista Jordan Rudess (ex-Dixie Dregs).

Nas várias jams sessions que fizeram na casa de Petrucci surgiu a ideia de gravar um álbum totalmente instrumental e progressivo. Nascia o Liquid Tension Experiment, que teve a adesão de Tony Levin, então baixista do King Crimson.
O primeiro álbum foi gravado rápido e lançado ainda 1998, com o quarteto logo emendando uma rápida turnê norte-americana e europeia.

A química deu tão certo que Rudess acabou substituindo no mesmo ano o tecladista Derek Sherinian no Dream Theater, que esticou as férias até o ano seguinte, dando oportunidade para que os quatro gravassem e lançassem em 1999 “Liquid Tension Experiment 2” em 1999.

As agendas começaram a entrar em conflito, ao mesmo tempo em que o Dream Theater crescia cada vez mais. Não bastasse isso, Portnoy entrou de cabeça em outro projeto, o Transatlantic, outro supergrupo, o que praticamente soterrou as chances de continuidade do Liquid Tension Experiment.

A hibernação durou até 2007, quando o grupo, há sem Petrucci e rebatizado de Liquid Trio Expriment, lançou “Spontaneous Combustion”, mais jazzístico e menos pesado.

 

Foi aí que Petrucci acabou aceitando a proposta de Portnoy para uma turnê de dez anos do Liquid Tension Experiment em 2008, em mais uma parada do Dream Theater. Foram várias datas nos Estados Unidos, que renderam o material lançado no final de 2009 e que será reeditado em 2011.

São 6 CDs, 2 DVDs e 1 disco de blu-ray. Além de um livro de 24 páginas, o material contem dois CDs duplos – “Live in New York City” e “Live in Los Angeles”, cada um registrado em DVD também –, um CD simples – “When the Water Breaks: Live In Chicago”, o show de Los Angeles em blu-ray e mais um CD bÔnus com material raro.

“A quantidade de possibilidades que um projeto como esse abre para um músico é infinita. Rudess e Levin fazem parte de uma estirpe de músicos que obrigam qualquer um que esteja a seu lado a avançar sempre e de forma ininterrupta, a evoluir o tempo todo. São uma usina de criatividade”, disse Portnoy em 2008 à revista Modern Drummer.

Tudo no projeto é superlativo, desde as performances à qualidade das músicas e da produção de um show do Liquid Tension Experiment. O Dream Theater é sinônimo de metal progressivo, e o Liquid é sinônimo de rock instrumental de altíssima qualidade.

Lista de músicas

Live In NYC

’Acid Rain’ (9:25)
’Kindred Spirits’ (8:00)
’Biaxident’ (7:39)
’Freedom of Speech’ (9:00)
’Improv Jam #1’ (8:10)
’Another Dimension’ (10:51)
’State of Grace’ (6:20)
’Universal Mind’ (9:36)
’When the Water Breaks’ (16:49)
’ Improv Jam #2’ (11:31)
’Rhapsody in Blue’ (13:49)
’Osmosis’ (3:43)
’Paradigm Shift’ (9:31)

Live In LA

’Acid Rain’ (10:43)
’Kindred Spirits’ (7:53)
’Biaxident’ (7:34)
’Freedom of Speech’ (8:54)
’Improv Jam #1’ (8:21)
’Another Dimension’ (10:31)
’State of Grace’ (6:00)
’Universal Mind Part 1’ (3:36)
’Keyboard Solo’ (5:19)
’Universal Mind part 2’ (3:46)
’When the Water Breaks’ (17:52)
’Improv Jam #2’ (13:03)
’Rhapsody in Blue’ (13:34)
’Osmosis’ (5:52)
’Paradigm Shift’ (9:17)

When The Keyboard Breaks: Live In Chicago

’Universal Mind (When the Keyboard Broke)’ (2:21)
’The Chicago Blue & Noodle Factory’ (7:03)
’Fade Away or Keep Going?’ (5:03)
’The Haunted Keyboard’ (9:34)
’Close Encounters of the Liquid Kind’ (15:13)
’Ten Minute Warning’ (5:55)
’That ’Ol Broken Down Keyboard Blues’ (6:34)
’Liquid Anthrax’ (4:55)
’That’s All Folks!’ (2:12)
Liquid Tension Experiment BONUS DISC
’NYC (Early Show) Improv Jam #1’ (6:54)
’NYC (Early Show) Improv Jam #2’ (7:41)
’NEARfest Improv Jam #1’ (3:42)
’NEARfest Improv Jam #2’ (5:43)
’Chicago Improv Jam #1’ (7:58)
’San Francisco Improv Jam #1’ (10:41)
’San Francisco Improv Jam #2’ (13:17)

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.