Lançamento comemora 30 anos de Tygers of Pan Tang

Estadão

19 de fevereiro de 2011 | 08h36

 Marcelo Moreira

As bandas mais injustiçadas da New Wave of British Heavy Metal foram Angel Witch e Tygers of Pan Tang. A primeira teve pouco tempo de vida, acabou nos anos 80 e tentou voltar nesta década, sem muito sucesso. Já o Tygers conseguiu sentir o gostinho do sucesso no comecinho da década de 80, ams depois sucumbiu à forte concorrência. Ensaiou alguns retornos, para finalmente estabilizar uma formação e estar na ativa desde 2005.

Pra comemorar os 3o anos de banda, o Tygers of Pan Tang decidiu regravar alguns sucessos antigos e lançá-los na formas de EPs. “The Wildcat Sessions” e “The Spellbound Sessions” são dois EPs recém-lançados e contêm cada um seis músicas. “Wildcat” e “Spellbound”, de 1980 e 1981, respectivamente, foram os maiores sucessos comerciais da banda. Cada um dos EPs conta com músicas originais regravadas de cada um dos antigos LPs.

 Estão em “Spellbound Sessions” as faixas “Tyger Bay”, “Hellbound” e “Gangland”.“Eu tenho muito orgulho da história da banda, assim como da atual formação”, comentou o guitarristaRobb Weir, único integrante da formação que gravou “Spellbound” no início dos anos 80, a um site inglês de rock. “Este EP, assim como fizemos em The Wildcat Sessions’, dá a oportunidade de celebrarmos e gravarmos algumas de nossas canções favoritas, além de relembrarmos o passado com nossa atual formação”.

O último álbum do Tygers foi “Animal Instict”, de 2008, apenas razoável. A banda te importância histórica também por ser um dos berços de John Sykes, grande guitarrista inglês de hard rock. Após deixar a banda, tocou no Thin Lizzy e no Grand Slam, ambas bandas do baixista irlandês Phil Lynnot, para depois embarcar no Whitesnake em 1984 – tocou no Rock in Rio de 1985 com a banda.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.