O melhor programa de rádio da história surgiu há 40 anos

Estadão

21 Fevereiro 2013 | 07h02

Marcelo Moreira

Um programa de rádio que transmitia os melhores shows de rock do mês. Esse sonho de qualquer roqueiro existiu nos Estados Unidos  por 34 anos.

King Biscuit Flower Hour, ou simplesmente KBFH, ia ao ar semanalmente por uma extensa rede de rádios em mais de 300 cidades e costumava transmitir quase sempre na íntegra o melhor da semana anterior – fora outros que eram gravados para arquivo e que eram veiculados em épocas de vacas magras, com poucas apresentações rolando.

Um dos frutos do programa foi uma série maravilhosa de CDs que foi lançadas nos anos 90 com alguns dos principais shows – no Brasil, a extinta Abril Music colocou no mercado alguns títulos.

Criado em 1973, logo ganhou notoriedade e ficou ativo, com novidades, até 1993. A partir de então, parou de gravar shows e só veiculou até 2007 apresentações antigas de seu imenso catálogo.

Não é preciso nenhum esforço matemático para imaginar o tamanho do arquivo acumulado pelo programa de rádio em 25 anos de atividades. Com verdadeiras pérolas em arquivo, o programa de rádio virou um pequeno selo.

Os primeiros títulos chegaram ao mercado no começo de 1998, sempre com shows ao vivo. Entre os artistas já registrados estão bandas veteranas, como Deep Purple, Lynyrd Skynyrd, Uriah Heep, Motorhead, Canned Heat, Kansas, Emerson, Lake and Palmer, Triumph e Girlschool, e instrumentistas importantes, como Robin Trower, Greg Lake e Rick Wakeman. Somente para o público norte-americano foram lançados shows de Genesis, Queen, The Who, Rolling Stones, Rush, entre outros.

O pacote brasileiro teve trabalhos de de Iggy Pop, Motorhead, Uriah Heep, America, Dixie Dregs e Jerry Lee Lewis, além de Kansas e Rick Wakeman.

Entre as raridades está um show solo do baixista e cantor Greg Lake gravado em 1982, dois anos após o fim do Emerson, Lake and Palmer. Tocando composições próprias, de sua ex-banda e do King Crimson, Lake tem a companhia ilustre do guitarrista irlandês Gary Moore e sua banda. O detalhe é que Lake deixa o baixo de lado e toca somente guitarra-base.

Outra pérola é um show da banda inglesa GTR, que reuniu dois ases da guitarra progressiva, Steve Hackett (ex-Genesis) e Steve Howe (ex-Yes na época). A apresentação foi gravada em 1986 durante a turnê norte-americana do grupo.

Também merece destaque o CD do grupo norte-americano Kansas, em um show realizado em 1989. Ícone do rock progressivo dos anos 70, a banda separou-se no início da década seguinte para voltar em 1986 com o astro Steve Morse (ex-Dixie Dregs e hoje no Deep Purple) na guitarra.

Muitos dos shows transmitidos pela emissora hoje podem ser encontrados com facilidade na internet. Um dos mais interessantes é um do Who, realizado no Capitol Center, da cidade de Largo, em 1973.

No YouTube, então, a festa é completa. A banda norte-americana Mountain, por exemplo, aparece com dois áudios em ótimo estado, em apresentações realizadas em 1972. Já os ingleses do Humble Pie aparecem com o áudio de um show na Inglaterra em 1973 – essa apresentação foi editada em CD.

O primeiro show foi transmitido em 18 de fevereiro de 1973 e contou com Blood, Sweat & Tears, a Mahavishnu Orchestra e Bruce Springsteen. O nome do programa tem a ver com um patrocinador, uma fábrica de biscoitos, com a adição “hippie” do Flower Hour, por insistência de um dos criadores.