John Paul Jones nega volta do Led Zeppelin em 2014

Estadão

12 de junho de 2013 | 12h00

LUCIANO BORBOREMA – Território Eldorado

A possibilidade de uma nova reunião do Led Zeppelin com Robert Plant, Jimmy Page e John Paul Jones pode não acontecer tão breve como todos esperavam. Depois de Plant dizer que estaria aberto para uma reunião da banda em 2014, John Paul Jones, baixista do Led, disse que está muito ocupado, escrevendo uma ópera, de acordo com o site do ‘Guardian’.

Veja também:
– PLAYLIST: ouça 17 clássicos do Led Zeppelin

“2014 está cheio de ópera para mim no momento”, explicou Jones em entrevista. “Ópera é diferente de qualquer outra coisa. É a emoção, a paixão, e estou escrevendo eu mesmo uma ópera”, completou.

John Paul Jones

John Paul Jones – Divulgação

Mais Led Zeppelin

No começo do ano, em entrevista ao programa 60 minutes, na Austrália, quando questionado sobre um possível retorno da banda, Robert Plant disse que os outros integrantes ficam em silêncio a respeito e afirmou estar com agenda vaga em 2014.

“Eles não dizem uma palavra. Eles são meio fechados em seus próprios mundos e deixam para eu decidir. Eu não sou um cara mau… Você precisa ver como são os capricornianos. E eu não tenho nada para fazer em 2014”, brincou o roqueiro.

Led Zeppelin encontro

Em 2007, o vocalista Robert Plant, o guitarrista Jimmy Page e o baixista John Paul Jones, mais o filho de Bonham e também baterista Jason, subiram ao palco na O2 Arena de Londres para uma homenagem ao fundador da Atlantic Records, Ahmet Ertegun.

 

Essse foi o primeiro show da banda em 27 anos e, de acordo com o Cineworld, a cadeia de cinemas que exibiu o filmeCelebration Day na Grã-Bretanha, esse foi o show com maior procura por ingressos na história, com mais de 20 milhões de interessados pelas 18 mil entradas à venda.

A banda, uma das principais do rock mundial, com mais de 300 milhões de álbuns vendidos, tocou 16 músicas naquela noite, incluindo sucessos como Whole Lotta Love, Kashmir e Stairway to Heaven.

Tudo o que sabemos sobre:

John Paul JonesLed Zeppelin

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.