John Lennon, um presente caro neste final de ano

Estadão

08 de dezembro de 2010 | 15h57

Felipe Branco Cruz

Com o devido tratamento especial que o ex-beatle John Lennon merece, chegou ao mercado, pela bagatela de R$ 1 mil, o John Lennon Signature Box, uma caixa com os principais álbuns do músico remasterizados, além de dois discos extras com músicas inéditas, gravações caseiras e singles.

Como se trata de Lennon, já seria notável chegar ao conhecimento do público uma nova canção, como é o caso da singela India, India. Mas o box é mais do que isso. Ele será para os fãs de John a coletânea definitiva, acompanhada de textos assinados pela viúva Yoko Ono e pelos filhos Sean e Julian (este, fruto do primeiro casamento, com Cynthia).

A caixa com 11 CDs  traz todos os álbuns lançados por Lennon depois do término dos Beatles, em 1970. Os discos também podem ser comprados individualmente, por R$34,90.

Infelizmente, na coletânea não estão incluídos os álbuns solo “Two Virgins (1968)”, “Life With The Lions” (1968), “Wedding Album” (1969) e o ao vivo “Live Peace in Toronto” (1969). A seleção gerou crítica entre os fãs de Lennon, mas o motivo para os títulos terem ficado de fora pode ser explicado por serem experimentais, feitos numa fase complicada da vida do cantor.

A remasterização do box foi acompanhada de perto por Yoko, que supervisionou, avalizou o processo e privilegiou nos encartes as cores azul e branca, as favoritas do casal. Outra medida da viúva foi destacar a voz de Lennon e esconder a sua própria nos duetos – coisa que talvez John não aprovasse, já que sempre fez questão que Yoko tivesse destaque.

Desses álbuns, o mais emblemático é Imagine, que traz a canção-título, uma das mais significativas da carreira de Lennon. Mas há clássicos como John Lennon/Plastic Ono Band, lançado assim que ele saiu dos Beatles, em 1970, que traz as canções “Mother”,” I found out” e a contestadora “God”.

No box, está também um livreto com textos, desenhos e manuscritos de John. Mais do que um mimo para os fãs, trata-se de um importante material que se manteve inédito até hoje, somente agora liberado por Yoko. O ponto negativo é que os textos do produto, importado, estão todos em inglês.

Mesmo assim, estão lá fotografias de John e Yoko durante algumas viagens, como uma feita ao Egito, fotos da infância do músico e bastidores dos estúdios de gravação em Nova York, nos Estados Unidos.

O lançamento foi motivado pelas comemorações dos 70 anos de Lennon, completados no dia 9 de outubro. Em 8 de dezembro, a morte do cantor completará 30 anos. 

Para quem não quiser desembolsar R$1 mil na caixa, foi lançada também a compilação “Gimme Some Truth”, feita em três versões diferentes. A primeira, mais simples, batizada de Power to The People, traz os principais hits de Lennon, como “Woman”, “Instant Karma!”, “Imagine”, entre outros, e custa R$39,90. A segunda versão (R$59,90) vem acompanhada de um DVD com 15 clipes de músicas.

Já a terceira, “Gimme Some Truth” (R$ 160), reúne quatro CDs, com 72 músicas, divididos em quatro temas: “Working Class Hero” (política), “Woman” (mulher), “Borrowed Time” (cotidiano) e “Roots” (de raízes). Estão incluídas aí canções como “Be-Bop-A-Lula” (no disco “Roots”), “Mind Games” (“Borrowed Time”), “Mother” (“Woman’) e “Woman is The Nigger Of The World” (“Working Class Hero’). Finalmente, uma coletânea à altura do gênio.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: