Inspiração para Clapton e Lennon, guitarrista Bert Weedon morre

Estadão

23 de abril de 2012 | 00h03

Reuters
O guitarrista Bert Weedon - Divulgação
Divulgação
O guitarrista Bert Weedon

Bert Weedon, cujo guia para guitarristas Play in a Day conduziu alguns dos maiores nomes do rock and roll para a trilha do sucesso, morreu aos 91 anos.

O homem que também inspirou outros milhões a dedilharem sozinhos as cordas de aço morreu em sua casa em Beaconsfield, no sul da Inglaterra, na madrugada desta sexta-feira, após um longo período de doença, afirmou à Reuters seu agente e amigo de longa data Johnny Mans.

Play in a Day, lançado em 1957, vendeu mais de 2 milhões de cópias e ajudou a inspirar a geração de novos músicos, de adolescentes que tocavam em bandas da escola até Eric Clapton, Brian May, do Queen, e John Lennon.

May mencionou uma vez Weedon como o “Gênio da Guitarra” e “uma lenda”, enquanto Clapton, em uma entrevista dos anos 1970, disse:

“Eu não teria sentido a vontade de continuar sem as dicas e encorajamento do livro de Bert, Play in a Day. Nunca conheci um músico relevante que não diga a mesma coisa.”

Weedon, nascido em 1920 em Londres, também foi um músico de bem-sucedido, que acompanhou estrelas como Frank Sinatra e Judy Garland durante sua longa carreira musical.

Ele tocou para Cliff Richards e Billy Fury, dentre outros, mas sua maior influência veio do Play in a Day.

“Ele realmente era o ‘rei da guitarra’, acrescentou seu agente, Mans. “Ele também era uma das pessoas mais boas e genuínas que você poderia conhecer”.

Tudo o que sabemos sobre:

Bert WeedonEric ClaptonJohn Lennon

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.