Hellyeah, o superbruto

Estadão

30 de julho de 2013 | 17h00

Jotabê Medeiros – O Estado de S.Paulo

Música para ouvidos fortes, o metal do supergrupo Hellyeah desembarca nos próximos dias no Brasil para seu primeiro show nos trópicos, como atração do festival Monsters of Rock. A banda é integrada por músicos de outros grupos anteriormente famosos, como Chad Gray e Greg Tribbett (vocalista e guitarrista do Mudvayne), Tom Maxwell (guitarrista do Nothingface), Bob Zilla (baixista que integrou o Damageplan) e Vinnie Paul (do lendário Pantera e também ex-Damageplan).

A banda texana Hellyeah estará no 'Monsters' - Divulgação
Divulgação
A banda texana Hellyeah estará no ‘Monsters’

Deles, Vinnie Paul certamente será o mais assediado. Ele é irmão do guitarrista Darrell “Dimebag” Abbott, assassinado com quatro tiros durante um show em Columbus, Ohio, em 2004. Um maluco subiu ao palco e disparou 16 tiros naquela noite, matando 5 pessoas, entre elas um dos guitarristas seminais do rock pesado – Dimebag, seu irmão Vinnie e mais Phil Anselmo (vocal) e Rex Brown (baixo) criaram um dos grupos de som mais agressivo de sua época, o Pantera.

Quase 10 anos após seu assassinato, Vinnie falou sobre o caso. “Ele está melhor do que nunca. Muitas pessoas o amam e muitos jovens músicos o seguem. Seu espírito permanece vivo, e ele é a motivação para muitos guitarristas e fãs”, disse o baterista, falando ao Estado por telefone, anteontem.

A morte de Dimebag, no entanto, deixou uma convicção irremovível na cabeça de Vinnie Paul: “Pantera não vai mais se reunir. Não tem sentido sem Dimebag. Estamos no momento muito focados no Hellyeah, essa é a nossa banda, é o som que estamos perseguindo”, disse.

O Hellyeah chega ao Brasil no seu melhor momento, a bordo de um disco cujo som tem sido comparado ao do Pantera: Band of Brothers (2012). É seu terceiro álbum, e os anteriores não chegaram a animar muito os fãs (Hellyeah, de 2007, e Stampede, de 2010). “O que eu digo é que esse disco tem uma abordagem diferente dos anteriores, é um passo à frente. Enquanto os outros foram mais experimentais, esse aqui é mais metal, está mais focado no som clássico do metal”, afirmou Vinnie.

Ele não concorda, no entanto, com as comparações com o mais celebrado disco do Pantera, Vulgar Display of Power (1992). “Aquele era um grande disco, mas era de um tempo em que a música estava em evolução, estávamos buscando caminhos novos. Então ele aconteceu, e foi um tipo de mágica. Mas não sinto nenhuma responsabilidade em perseguir um resultado parecido com aquele, não é a minha meta”, disse.

Vinnie Paul diz que se sente lisonjeado quando comparam seu estilo na bateria com o do grande John Bonham, do Led Zeppelin. “Bonham sempre foi um dos meus favoritos, mas admirei muitos outros também, como Cozy Powell (Jeff Beck Group, Rainbow, Whitesnake e Black Sabbath) e Ian Paice, do Deep Purple”, ele contou.

Oriundos da cena do “redneck metal” do Texas, que é uma das mais ativas dos Estados Unidos, o Hellyeah não vê explicações sociológicas muito profundas para a profusão de bons barulhos da região. “É uma tradição local, que vem desde o ZZ Top até bandas como Texas Hippie Coalition. Mas não há um só estilo, são muitos, todos diferentes entre si.”

Ele disse que os promotores escolheram “a dedo” as bandas que virão para o festival no Brasil, e afirmou que todos são muito próximos ou são amigos. “Especialmente o Korn, com quem estivemos excursionando este ano.” Vinnie lembrou da última vez que veio a São Paulo, com o Pantera, em 1998, para um show único no antigo Olympia. “Foi f… Toda vez que estivemos aí foi uma diversão. Sempre fomos bem recebidos, a plateia é animal. Os caras estão ansiosos.”
CARDÁPIO

O Monsters of Rock será realizado na Arena Anhembi, nos dias 19 e 20 de outubro. Os ingressos custam entre R$ 300 (um dia) e R$ 560 (2 dias). Podem ser comprados pelo site Live Pass, pelo fone 4003-1527, na bilheteria do Morumbi ou postos autorizados.

Sábado (19/10)
Slipknot
Korn
Limp Bizkit
Killswitch Engage
Hatebreed
Gojira
Hellyeah

Domingo (20/10)
Aerosmith
Whitesnake
Geoff Tate’s Queensrÿche
Buckcherry
Ratt
Dokken

Tudo o que sabemos sobre:

Hellyeah

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.