Hear'n Aid, o Live Aid do metal, faz 25 anos

Estadão

15 de setembro de 2010 | 08h19

Marcelo Moreira

De forma surpreendente, houve lembranças até que tímidas em relação aos projetos Live Aid e USA for Africa, megaconcertos de rock dos anos 80 com arrecadação de fundos em benefício de populações africanas afetadas pela fome. Lá se vão 25 anos. E o Live Aid acabou se tornando sinônino de rock, tanto que sua data, 13 de julho, foi consagrada como o Dia Internacional do gênero.

Então não é de se estranhar que passe em branco o Hear ‘n Aid, rpojeto encabeçado por Ronnie James Dio em 1985 também para arredacar dinheiro para os famintos da África.

hear_n_aid_front

Na verdade, também serviu de resposta ro rock pesado ao próprio Live Aid, que relegou o heavy metal e só deu espaço para a música pop e medalhões dos anos 70 – com honrosas exceções de Black Sabbath com Ozzy Osbourne, Led Zeppelin (com Chester Thompson e Phil Collins como bateristas) e Judas Priest.

O projeto foi encabeçado por Dio, e por dois integrantes de sua banda na época, o guitarrista Vivian Campbell e o baixista Jimmy Bain. Gravado nos dias 20 e 21 de Maio de 1985, reuniu a nata do rock pesado da época, com mais de 40 artistas entupindo os estúdios da A&M Records, em Los Angeles. Todos estiveram presentes nas gravações da música “Stars”.

hear-n-aid

Além da música principal, o álbum lançado no final daquele ano tinha nove clássicos com direitos cedidos pelos artistas, ou em versões ao vivo ou diversas das originais gravadas em estúdio.

Entre os participantes estiveram os bateristas Tommy Aldridge (Ozzy e Whitesnake), Carmine Appice (Beck, Bogert and Appice, King Kobra), Vinnie Appice (Dio e Black Sabbath) e Frankie Banali (Quiet Riot) o vocalista Eric Bloom (Blue Oyster Cult), Vivian Campbell, o guitarista Carlos Cavazo (Quiet Riot), Ronnie James Dio, Don Dokken (guitarra e vocal do Dokken), os guitarristas Brad Gillis (Ozzy), Craig Goldie (Dio), Chris Holmes (W.A.S.P.), Yngwie Malmesteen, Dave Murray e Adrian Smith (ambos do Iron Maiden), George Lynch (Dokken e Lynch Mob), Neal Schon (Journey), Ted Nugent e os vocalistas Rob Halford (Judas Priest), Kevin Dubrow (Quiet Riot), Blackie Lawless ((W.A.S.P.), Dave Meniketti (Y&T), Vince Neil (Motley Crue) e Feoff Tate (Queensryche), entre outros.

Importante para época por mostrar a força de um segmento da música que crescia exponencialmente, acabou ficando apenas no álbum e nos videoclipes, o que limitou a arrecadação a pouco mais de US$ 1 milhão. Veja as músicas que compuseram o álbum “Hear’n Aid”:

1 – Varios – “Stars” – 7:18
2 – Accept – “Up To The Limit” – 5:05
3 – Motörhead – “On The Road” – 4:57
4 – Rush – “Distant Early Warning” – 5:09
5 – Kiss – “Heaven’s On Fire” – 4:24
5 – Jimi Hendrix – “Can You ‘See Me” – 2:29
6 – Dio – “Hungry For Heaven” – 4:47
7 – Y&T – “Go for The Throat” – 4:35
8 – Scorpions – “The Zoo” – 6:15

Tudo o que sabemos sobre:

DioHear'n AidLive AidVivian Campbell

Tendências: