Halford: a volta do deus do metal

Estadão

23 de outubro de 2010 | 08h17

Felipe Branco Cruz

Ele tem cara de mau, se veste com intimidadoras roupas de couro pretas, é dono de uma arrepiante voz aguda, tem tatuagens espalhadas por todo o corpo, e é gay assumido há 12 anos. A opção sexual de Rob Halford, vocalista da banda de heavy metal Judas Priest é apenas um detalhe na complexa personalidade deste inglês que, apesar de ter toda uma pose de mau e se autointitularo “deus do metal”, é educado e elegante como um lorde.

 No próximo domingo (24), ele fará show solo no Brasil, em apresentação única às 20h, no Carioca Club. Os preços variam entre R$120 (pista) e R$ 200 (camarote). Restam poucos ingressos. Para falar dessa apresentação, o músico conversou com o JT por telefone e disse que o heavy metal é um ambiente machista, mas que ele nunca se sentiu discriminado por sua opção sexual.

“Os fãs brasileiros são inteligentes e sabem que a orientação sexual não tem nada a ver com música. Eu amo meus fãs e eles me aceitam como sou”, disse. Halford ainda brincou: “O Brasil tem o melhor carnaval do mundo. Eu adoraria participar dessa festa. Eu me fantasiaria com uma roupa preta, de couro, com muitas correntes e coisas desse tipo”.

Sobre o Brasil, Halford contou que adora fazer shows no País. Prova disso foram as duas vezes que ele se apresentou no Rock In Rio. A primeira foi em 1991, durante a segunda edição do festival, com o Judas Priest. A segunda foi em 2001, na terceira edição, dessa vez com seu projeto solo.

“Fiquei sabendo agora que em 2011 terá a quarta edição. Eu adoro esse festival e se o Roberto Medina (produtor do evento) me convidar, eu participo novamente. Vou rezar para os deuses do metal para ele me convidar (risos)”.

Para a apresentação de domingo, Halford adiantou que o set list terá canções do Judas Priest e também de sua carreira solo, dos álbuns “Resurrection” (2000) e “Crucible” (2003). “Vou cantar duas músicas inéditas de meu novo álbum “Halford IV – Made Of Metal”, diz.

Ele será acompanhado pelos músicos Roy Z (guitarra), Metal Mike Chlasciak (guitarra), Mike Davis (baixo) e Bobby Jarzombek (bateria). “Vais ser um show especial para os meus fãs brasileiros, porque eles são muito dedicados e acreditam no heavy metal. É muito bom estarmos juntos novamente”.

 Melhor disco

 Com 36 anos de carreira, Halford disse que a inspiração para continuar compondo vem das mais diferentes fontes. “Não há nada específico. A inspiração pode vir desde o que está acontecendo neste momento, até o filme “O Diabo Veste Prada”. Vem das cores, dos lugares. Acho que é assim com vários músicos. Temos várias experiências para criar uma música.”

Halford considera seu novo álbum, “Halford IV – Made Of Metal”, um dos melhores de sua carreira. O disco está à venda digitalmente no site HalfordMusic.com. A banda de Halford voltou à ativa no último dia 17 de julho, no Ballroom Regency, em São Francisco, na Califórnia. “Meu novo disco foi lançado recentemente e acho que é um dos melhores que já fiz”, afirma. “Espero que nossos fãs brasileiros também gostem deste trabalho.”

Antes de vir para o Brasil, o músico se apresentou no Japão e nos meses de novembro e dezembro, sairá em turnê ao lado de Ozzy Osbourne, ex-vocalista do Black Sabbath, o “príncipe das trevas”. 

Mais conteúdo sobre:

Judas PriestRob Halford