Grito Rock é outra oportunidade para fugir do samba

Estadão

08 Fevereiro 2013 | 17h00

da equipe Combate Rock

Um festival mundial de rock, simultâneo em 300 cidades em 30 países. Esse é o Grito Rock São Paulo, que sua terceira edição na capital paulista. O festival começa hoje no auditório do Ibirapuera, com várias atrações interessantes para espantar o samba e o carnaval.

Hoje tocam Thiago Pethit com Lobão, Cida Moreira e Michelli Provensi, a partir das 21h. amanhã haverá apresentação do “Grito pela Paz”, espetáculo com Z’África Brasil, Veja Luz, Wesley Noog, Zinho Trindade, Versão Popular, Aderbal Ashogun, Luan Luando, Washington Gabriel, Sampa Masters, Grupo Odara, Baltazar, Binho e Marcus Pezão. Edgard Scandurra & Les Provocateurs convidam Wanderléa no show que encerra o festival no domingo, às 19h.

Na próxima semana a programação continua na sexta-feira no Studio SP, com três shows, além de discotecagem. De Buenos Aires, vem Pollera Pantalon, misturando funk latino, ska e rock; em seguida, a paranaense Karol Conka, revelação do cenário do rap brasileiro; e, por fim, o duo gaúcho Medialunas, unindo baterias pulsantes com guitarras distorcidas.

O evento acontecerá a partir das 23h e a discotecagem fica por conta do DJ Brechó. A entrada custará R$20 na porta, mas apenas R$15 se você colocar o nome na lista do Studio SP, disponível no site da casa.

Já no dia 26 o festival acontecerá na Casa FdE, com um Domingo na Casa especial: entrada gratuita, quatro apresentações musicais, teatro, cinema, artes visuais, entre outras atividades que incluirão até mesmo as crianças.

Por meio do projeto Grita Gurizada, o grupo Olhos Abertos participará da produção e das dinâmicas do festival, com adolescentes de 14 a 16 anos vindos de de São Miguel Paulista, numa ação da Universidade Fora do Eixo.

O Domingo na Casa terá início as 15h com uma abertura super interessante envolvendo o Grito Encena, promovendo cenas teatrais de diferentes grupos da cidade, dentro do Cabaré Fora do Eixo. Em seguida, começam os shows.

Pollera Pantallon (Argentina)

Em mais de cinco anos de história os argentinos de Buenos Aires já rodaram mais de 20.000 de quilômetros à bordo de uma Kombi 1984. A banda é formada por sete músicos, misturando rock com ska, funk latino e jazz, com influências como Skatalites e Liquid Soul e peculiar gosto por apresentações em ruas e calçadas. Seu disco Como Loco, de 2006, chegou a vender 5 mil cópias de forma independente.

Karol Conka

Karol Conka, 25 anos e natural de Curitiba – PR, vem trilhando sua história passo a passo no rap desde 2002. Passou por alguns grupos e produtoras, como Agamenom, onde ficou por 2 anos, e Upground Beats, através da qual lançou a coletânea Upground Beats Vol.2. Karol vem dessa nova safra maravilhosa de MCs brasileiras que têm se destacado na cena musical. Seu último trabalho, lançado em 2011, é uma compilação das próprias músicas que foi feita em parceria com MTV e já está disponível para download.

Medialunas

Amantes das guitarras distorcidas, baterias pulsantes e vocais harmônicos, o duo resolveu gravar em casa dois despretensiosos singles no início do ano (Humming e Colorful), que foram lançados logo em seguida via Trama Virtual, no qual a banda ficou em primeiro lugar do Top 10 no início de 2011. Em outubro, gravou seu primeiro videoclipe, da faixa “Chunby”, durante oficina na Semana do Audiovisual de Porto Alegre, numa parceria com os coletivos Inverso e Catarse. O video gerou mais de 600 views no primeiro dia, e depois foi veiculado na programação da MTV Brasil.

Serviço: Grito Rock São Paulo

Quando: Sexta (17/02) e Domingo (26/02)

Onde: Stúdio SP e Casa FdE São Paulo Quanto: R$20 e R$15, com nome na lista; e domingo, entrada gratuita.

Mais conteúdo sobre:

Edgard ScandurraGrito RockLobão