Google ameaça sites que convertem vídeos em MP3

Estadão

21 de junho de 2012 | 17h00

Link – O Estado de S. Paulo

O Google está ameaçando processar o site YouTube-MP3, que extrai arquivos MP3 a partir de vídeos no Youtube. A informação é do site TorrentFreak. De acordo com a gigante de buscas, o site possui 1,3 milhão de visitantes por dia, disponibilizando áudios em MP3 dos vídeos para download.

—-
Siga o ‘Link’ no Twitter, no Facebook, no Google+ no Tumblr e também no Instagram

O Youtube-MP3 recebeu um ultimato dizendo que a atividade deveria parar em sete dias. O advogado Harris Cohen insiste na carta, enviada dia 8 de junho a “Phillip”, dono do site, que o ato é contrário ao que consta nos termos de serviço da Interface de Programação de Aplicações (API, em inglês) do Youtube. Ele enfatiza o fato de que “separar, isolar ou modificar componentes de qualquer conteúdo audiovisual no Youtube que pode ser disponibilizado pelo API” é probido.

Na página do Youtube-MP3, “Phillip” pede ajuda aos usuários e esclarece que nunca usou a API do Youtube e argumenta que segundos tribunais alemães, sua ferramenta de gravação de áudio é legal e nessa suposta orientação para baixar conteúdo do site de vídeos.

Segundo o TorrentFreak, outros sites, que oferecem serviço semelhante, como o Video2Mp3, VidToMP3, FLVto ou ListenToYoutube, podem receber a mesma reclamação do Google.

O Music-Clips é um desses casos que já recebeu a tal notificação (veja a carta abaixo):


FOTO: Reprodução/TorrentFreak

Tudo o que sabemos sobre:

GoogleMP3

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.