George Harrison e uma nova abordagem de seu trabalho

Estadão

29 de abril de 2013 | 17h00

Emanuel Bomfim

Quase impossível esconder o entusiasmo diante de um novo disco de George Harrison . Early Takes Vol.1 é a consequência natural da compilação de material sobre o músico feita para o documentário Living in the Material World, de Martin Scorsese.

Debruçados em dezenas de fitas, Olivia (a viúva de Harrison) e Giles Martin (filho de George Martin), propuseram um recorte dos primeiros anos da trajetória solo do ex-beatle, de 1970 a 1976. São demos, covers e takes raros que permitem se aproximar do guitarrista em espécie de test-drive de alguns de seus futuros clássicos.

Uma constatação é óbvia: esboços de gênios também são obras-primas. My Sweet Lord e Run of the Mill estão lá para comprovar. Mais impressionante, porém, é quando canta Bob Dylan, tanto na suave I’d Have You Any Time, escrita em parceria para All Things Must Pass, quanto na introspectiva Mama You’ve Been On My Mind.

O evocado tom de raridade não esconde certos deslizes, como a leitura exuberante de Let It Be Me, dos Everly Brothers. Sem dúvida, é produto para fã, mas está longe de ser um caça-níquel oportunista.

Tudo o que sabemos sobre:

BeatlesGeorge Harrison

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: