Frank Zappa terá 60 álbuns relançados

Estadão

07 de agosto de 2012 | 17h00

Marcelo  Moreira

Um dos trabalhos mais inóspitos e árduos de arqueologia da música é tentar determinar com precisão a discografia de Frank Zappa. O maestro genial morto em 1993 costumava lançar seis ou sete álbuns em um único ano, de vários gêneros e em várias atividades culturais. sua base era o rock, mas fez muita coisa dentro da música erudita, para o teatro e para o cinema.

Alguns estudiosos chegaram a catalogar 250 lançamentos com a assinatura do músico, mas  o problema é que muitos destes não podiam ser ser classificados de forma precisa: eram oficiais ou bootlegs, ou mesmo amostras?  Uma pálida amostra do catálogo do músico pode ser conferida aqui.

Alheia a isso, a família do guitarrista fechou um acordo com a gravadora Universal para recolocar no mercado nada mais nada menos que 60 álbuns. Para começar, chegam às lojas 12 reedições no dia 31 de julho. Essa primeira parte compreende o período entre 1966 e 1972.

É a primeira fase da carreira fonográfica de Zappa, onde o rock predominava ao lado do experimentalismo e de músicas de cunho político e de protesto – inteligente, culto e extremamente sarcástico, chegou a se candidatar a prefeito de Los Angeles nos anos 80, quando prometeu criar uma lei onde “todos os policiais teriam de usar nariz de palhaço durante o expediente”.

Veja a lista dos primeiros álbuns do pacote, abrindo com o primeiro álbum duplo da história, “Freak Out!”, que também é considerado o primeiro disco oficial de Zappa:

1- Freak Out! (1966)
2- Absolutely Free (1967)
3- Lumpy Gravy (1968)
4- We’re Only In It For The Money (1968)
5- Cruising With Ruben & The Jets (1968)
6- Uncle Meat (1969)
7- Hot Rats (1969)
8- Burnt Weeny Sandwich (1970)
9- Weasels Ripped My Flesh (1970)
10- Chunga’s Revenge (1970)
11- Fillmore East, June 1971 (1971)
12- Just Another Band From L.A. (1972)

Mais conteúdo sobre:

Frank Zappa