Foster The People embolsa título de surpresa do Lollapalooza

Estadão

09 de abril de 2012 | 01h00

1___Foster.jpg

Jotabê Medeiros – O Estado de S.Paulo

A grande surpresa do festival até agora foi uma banda de… pop. Com carisma, nenhuma canção ruim no repertório, disposição para divertir, público disposto a dançar, um grande vocalista (Mark Foster), um baterista animal e um vácuo no mundo do pop para multidões (os megastars do gênero ou morreram, como Michael Jackson, ou ficaram repetitivos, como Madonna), os Foster The People botaram o festival no bolso com um coquetel que mistura progressivo, tecnopop, dance, rock’n’roll, KC and Sunshine Band e outros condimentos.

Quando os rapazes de Los Angeles entraram no palco, tocando Houdini, com suas roupas arrumadinhas, caras de playboys, parecia que não ia funcionar. Quando encerraram, com Pumped Up Kicks, o público já os queria de volta. “Eu não te falei que a gente muitas vezes se engana?”.

Hits como Call it What You Want, cantados em coro pela plateia, eram emendados uns nos outros, e Mark Foster se divertia correndo pelos lados do palco, passarela. No final, ficou em pé no meio do público. Não fazem uma música pretenciosa e não posam de stars. A reação do público foi fantástica, foi se deixando convencer e logo já havia por ali uns 50 mil fãs de última hora da banda.

Tudo o que sabemos sobre:

Foster The PeopleLollapalooza

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.