Finalmente, uma história decente da Besta

Estadão

29 de janeiro de 2011 | 23h34

Marcelo Moreira

Faltava uma biografia decente em português do Iron Maiden para o imenso grupo de fãs brasileiros. Não falta mais. “Trinta Anos da Besta: Biografia completa não autorizada do Iron Maiden”, de Paul Stenning, finalmente chega ao Brasil em edição bem feita e com bom texto de tradução.

O termo “não autorizado” não diz muita coisa. Dá a entender que vai trazer revelações bombásticas ou fatos secretos que os integrantes jamais gostariam de ver revelados. Isso não acontece, infelizmente.

Entretanto, não invalida a iniciativa, pois o texto é bastante fiel aos principais fatos da carreira do quinteto. Traz milhares de entrevistas e entrevistas certeiras com gente que trabalhou e que ainda trabalha com a banda.

Às vezes exagera na dose ao exaltar incansavelmente a qualidade do Iron Maiden, mas Stenning compensa com muita informação de bastidores, traçando a ascensão do grupo a partir de um começo humilde no East End de Londres, e através de inúmeras turnês mundiais, centenas de aparições em festivais e álbuns clássicos.

O trabalho inclui entrevistas com os membros passados e presentes do grupo, com equipe da banda, parceiros de turnê e vários colaboradores. Não há nada bombástico, mas  mostra um trabalho de pesquisa muito bem feito e um texto leve e conciso, permitindo uma rápida leitura.


Título: 30 Anos Da Besta
Titulo Original: 30 Years Of The Beast
Subtítulo: Biografia Não Autorizada Do Iron Maiden
Editora: Beast Books
Autor: Paul Stenning
Assunto: Biografia
Idioma: Português
Páginas: 224

Tudo o que sabemos sobre:

Iron Maiden

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.