Ex-guitarrista do R.E.M. lançará primeiro trabalho solo

Estadão

18 de março de 2012 | 21h10

Luciano Borborema – Território Eldorado

Depois de anunciar o fim do R.E.M. em meados de 2011, o ex-guitarrista da banda, Peter Buck planeja lançar seu primeiro trabalho solo. Ainda não é Peter quem fala sobre o disco. Scott McCaughey, colaborador do R.E.M. de longa data, deixou escapar ao programa de rádio Seattle Sons que o trabalho do guitarrista será bem diferente do R.E.M.

Sem dar maiores detalhes sobre o trabalho de Buck, McCaughey também disse que Peter está considerando lançar o álbum apenas em vinil e não pretende liberá-lo para download. Não é oficial, mas é possível que Peter assuma os vocais no disco.


Peter Buck. (Divulgação)

 R.E.M.

Formado em Athens, Geórgia, em 1980, o R.E.M iniciou a carreira com quatro integrantes. Na época, o baterista Bill Berry fazia parte do grupo. Em 1997, ele se aposentou para virar fazendeiro, e a banda seguiu com Stipe, Buck e Mills.

O primeiro single do grupo foi Radio Free Europe, lançado em 1981 por uma gravadora independente. Já em 83 veio o primeiro álbum de estúdio criticamente aclamado, Murmur, que abriu as portas para novos lançamentos, turnês e apoio de rádios estudantis.

Foi assinando com a Warner Bros, em 1988, que o R.E.M. deixou a cena underground e atingiu o mainstream. Nesta época, o single The One I Love tocava em grandes arenas ao redor do mundo e o grupo dava sinais de preocupação política e ambiental.

Em meados dos anos 90, quando o rock alternativo começou a alcançar as massas, o grupo foi visto como pioneiro no gênero, lançando os seus dois mais bem-sucedidos trabalhos: Out of Time (1991) e Automatic for the People (1992).

Entre os sucessos da banda, destacam-se It’s the End of the World as We Know It (And I Feel Fine), Losing My Religion, Shiny Happy People e Everybody Hurts. Em 2007, o R.E.M. ganhou lugar no Hall da Fama do Rock and Roll, e os últimos shows do grupo no Brasil aconteceram em novembro de 2008.

Tudo o que sabemos sobre:

Peter BuckR.E.M.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: