Europeus dizem que pirataria ajuda a vender mais música legalmente

Estadão

24 de março de 2013 | 22h00

da equipe Combate Rock

A pirataria ajuda o mundo da música. Então por que é que ainda é chamada de pirataria? Mais um estudo divulgado na Europa tenta convencer o mercado de que os downloads ilegais não prejudicam artistas e comerciantes; pelo contrário, podem até impulsionar o rendimento das lojas.

As conclusões são de uma pesquisa recente do IPTS (Instituto de Prospecção de Estudos Tecnológicos), da União Europeia, divulgada neste mês. “Nossas descobertas sugerem que a pirataria de música digital não deveria ser vista como uma preocupação crescente para os detentores de direitos autorais na era digital”, escreveram os pesquisadores Luis Aguiar e Bertin Martens, segundo informações divulgadas pela agência de notícias Reuters.

Segundo o estudo, um aumento em 10% no número de cliques em sites piratas eleva em 0,2% o número de cliques em páginas legais. Para serviços de streaming, um crescimento similar eleva os cliques em 0,7% nas lojas virtuais.

Parece que a indústria fonográfica acordou e está aumentando os investimentos na digitalização: o faturamento com música digital cresceu mais de 1.000% entre 2004 e 2010. Em 2011, subiu 8% no mundo, atingindo US$ 5,2 bilhões.

 

Tudo o que sabemos sobre:

pirataria

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: