Dado Villa-Lobos não aceita crítica e expulsa fã no segundo show tributo

Estadão

31 de maio de 2012 | 17h33

Alline Dauroiz – E+

Marcos Hermes/ Divulgação
Marcos Hermes/ Divulgação

O segundo e derradeiro show de Wagner Moura com o Legião Urbana, no Espaço das Américas, em São Paulo, teve um novo capítulo polêmico na noite de quarta-feira (30).

Um espectador – ninguém sabe se fã de Renato Russo – xingou a banda num dos intervalos entre músicas e teve reação imediata de Dado Villa-Lobos. O guitarrista rebateu a crítica, alongou o dedo médio em direção ao rapaz e forçou a sua retirada da casa de shows, no que recebeu apoio da plateia.

Mais calmo, depois de algumas canções, Dado se desculpou com o público e disse que perdeu a cabeça porque o rapaz teria xingado a sua mãe, que estava presente.

O show depois continuou com um Wagner Moura menos desafinado que na estreia e teve seu ponto alto quase no final, quando o público de cerca de 7 mil pessoas cantou uníssono Pais e Filhos / Stand by Me e, no bis, entoou Faroeste Caboclo, canção que não estava no set list do primeiro show.

Tudo o que sabemos sobre:

Legião Urbana

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.