Como era esperado, Mike Mangini é o novo baterista do Dream Theater

Estadão

29 Abril 2011 | 17h02

Marcelo Moreira

Como era esperado, Mike Mangini foi confirmado nesta sexta-feira como o baterista do Dream Theater. Seu nome era aposta do Combate Rock para ocupar o posto, apesar das excelentes perfomances de Marco Minemann e Aquiles Priester, brasileiro que toca atualmente no Hangar.

A banda colocou em seu site e no YouTube três minidocumentários com os testes dos sete bateristas testados, intercalados com comentários dos membros do Dream Theater e de entrevisras rápidas com os candidatos.

O Dream Theater conseguiu manter o segredo por mais de seis meses. Pouquíssimas pessoas, e todas próximas à banda, sabiam quem era o escolhido desde o final do ano passado e milagrosamente mantiveram silêncio. Até mesmo os candidatos foram avisados ao final de todas as sessões, ainda no ano passado, o nome do escolhido. Por um acordo de cavalheiros, todos mantiveram silêncio e não tocaram no assunto em entrevistas recentes.

Mike Mangini, de acordo com a edição dos documentários disponibilizados, foi o que se saiu melhor e de forma categórica. Roberto Capisano Filho, jornalista da equipe Combate Rock e baterista, destacou a velocidade e a variação rítmica impressionante que ele conseguia imprimir nas músicas e nos solos.

Também foram bem, na opinião de Capisano, Virgil Donati, Marco Minemann e Aquiles Priester, mas Mangini deveria ser o escolhido porque foi o que demonstrou maior entrosamento com o resto da banda  e o que mais recebeu elogios de John Petrucci e Jordan Rudess, que conduziram os testes. Não bastasse isso, tinha James LaBrie, o vocalista, como o maior cabo eleitoral, já que Mangini tocou nos três albuns solo dele – dois sob o nome de Mullmuzzler.

Mangini tem 48 anos e já tocou como convidado na banda canadense Annihilator, no Extreme de Gary Cherone e Nuno Bettencourt, na banda de Steve Vai e na banda solo de James LaBrie. O músico também leciona na Berklee College of Music, onde cuida do departamento de percurssão.

Desde dezembro Mangini está integrado ao Dream Theater de modo a participar da composição e gravação do novo trabalho da banda, que deve ser lanlado ainda neste ano.