Cinco lugares para curtir música independente em SP

Estadão

22 de outubro de 2013 | 17h00

João Paulo Carvalho – blog Alt – Estadão.com

Após o fechamento do Studio SP, em abril deste ano, muitos fãs da música independente ficaram órfãos de lugares dedicados à cena. Inaugurado em 2005, o local foi por muito tempo o maior palco para apresentações de bandas novas na capital paulista. Outros pontos, no entanto, passaram a ocupar as lacunas deixadas pelo saudoso espaço no centro de São Paulo. O Alt fez um giro pela noite paulistana e indica cinco bons lugares para acompanhar o que de melhor rola no cenário da música independente brasileira.

Casa do Mancha

Esta pequena residência no bairro da Vila Madalena não lembra em nada uma casa de shows. A casinha é bastante intimista e suporta, no máximo, 150 pessoas. A Casa da Mancha já recebeu bons nomes da música independente, entre eles Curumim, Rock Rocket e Garotas Suecas. Bandas novas se apresentam por aqui quase todos os dias. Os destaques ficam por conta dos drinques originais e o clima descontraído do ambiente.

Rua Felipe de Alcaçova, s/n– Vila Madalena. (11) 3796-7981. De terça a sábado. A partir das 18h. R$20/R$25. facebook.com/casadomancha

Mundo Pensante

Mais que uma casa destinada à música independente, o Mundo Pensante surge como espaço multicultural. Localizado no bairro do Bixiga, o espaço integra música, arte, cinema, exposições e design. A decoração diversificada e a qualidade do som são os pontos fortes do estabelecimento. Os shows costumam rolar de sexta a domingo.

Rua 13 de Maio, 825, Bixiga – Bela Vista. (11) 5082-2657. De terça a sexta, 14h/21h. Sábados, a partir das 17h (varia de acordo com a programação).

Serralheria

O nome pode não parecer muito convidativo, mas o Serralheria é uma boa pedida para os apaixonados por música, poesia e literatura. Com cartazes espalhados por todos os cantos, fica difícil não dar uma paradinha para ler as diferentes mensagens pregadas nas paredes. No porão da casa, de quinta a domingo, música em alto e bom som.

Rua Guaicurus, 857, Lapa. Quintas, 21h/1h. Sextas e Sábados, 22h/3h. Domingos, 18h/22h. R$15/R$20. Site: http://escapeserralheria.org/


Puxadinho da Praça

Colorido e grafitado, o Puxadinho da Praça é na atualidade uma das principais casas destinadas ao circuito alternativo. Com dois palcos, o espaço tem atraído muita gente no fim de semana. Além de apresentações ao vivo, a programação também inclui exposições, oficinas de grafite e outras festas.

Rua Belmiro Braga, 216. (11) 2597-0055. Segundas, 20h/2h. Terças e quartas, 21h/3h. Quintas, 22h/4h. Sextas e sábados, 23h/5h. Domingos, 17h/23h30. R$10/R$30.

Centro Cultural Rio Verde

O Centro Cultural Rio Verde, que fica a poucos metros do Puxadinho, é um espaço bastante charmoso de shows ao ar livre. Além de uma ampla biblioteca, o local conta ainda com mesinhas na varanda, salas específicas para aulas de dança, teatro e um estúdio de ensaios e gravações.

Rua Belmiro Braga, 181. (11) 3459-5321. Os horários e os preços dos shows variam conforme a programação. Para visitação, fica aberto de segunda a sexta das 8h30 às 19h30. www.centroculturalrioverde.com.br

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.