Brasil terá versão nacional do 'Cruzeiro do Metal'

Estadão

23 de janeiro de 2011 | 23h32

Marcelo Moreira

O Motorcycle Rock Cruise será a versão nacional para o cruzeiro do metal. Serão quatro dias com Sepultura e Big Noize em alto mar a partir de 30 de janeiro. Em princípio, seria um evento em janeiro de 2011 destinado a apreciadores de rock em geral e de motocicletas possantes.

A empresária Monika Cavalera, da Base 2 Promoções – ela empresaria o Sepultura e e ex-mulher do ex-baterista da banda, Iggor Cavalera. A garota teve uma grande sacada e entrou o circuito, transformando o evento, de certa forma, no “Cruzeiro do Metal”.
Além do Sepultura, está escalada a banda Big Noize, um projeto que ex-integrantes de grandes grupos para tocar versões de clássicos do rock.

O time conta com vocalista Joe Lynn Turner (ex-Deep Purple e Raibow), juntamente com o baterista Vinnie Appice (ex-Dio, Black Sabbath), o guitarrista Carlos Cavazo (ex-Quiet Riot) e o baixista Phil Soussan (ex-Ozzy Osbourne, Vince), todos eles executando hits debandas Deep Purple, AC/DC, Ozzy Osbourne, Black Sabbath, Led Zeppelin, entre outros.

 “A ideia é fazer uma grande celebração do rock pesado e, por mais inusitado que seja o evento e seu formato, tem tudo a ver com entretenimento de qualidade”, diz a empresária, que promove o Motorcycle Rock Cruise em parceria com a CVC Turismo.

Monika Cavalera acrescenta que esse tipo de iniciativa, no caso do rock, faz uma aproximação entre fã e ídolo impossível em shows normais.

“Serão quatro dias de shows e de fãs convivendo no mesmo espaço com seus ídolos. Os músicos inclusive se programaram para criar um grande karaokê roqueiro. Em determinados momentos, os espectadores poderão subir ao palco e tocar com o Andreas, do Sepultura, o cantar tendo o pessoal do Megadeth como banda de apoio, por exemplo.”

O cruzeiro sai de Santos em 30 de janeiro em direção ao Rio de Janeiro, retornando quatro dias depois à cidade paulista. O navio escalado é o Zenith, um dos mais luxuosos do mundo.

“Será uma nova divertida experiência. Já tocamos em praticamente todos os tipos de palco. Com certeza aproveitaremos o máximo dessa viagem com os fãs e amigos que estiverem à bordo do ‘SSS Sepultura’”, diz Paulo Xisto, baixista do Sepultura, animado com o inusitado evento.

Tudo o que sabemos sobre:

Big NoizeBlack SabbathDioSepultura

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.