'Born Again', do Black Sabbath, também ganha versão dupla de luxo

Estadão

15 Abril 2011 | 16h25

Marcelo Moreira

A discografia do Black Sabbath dos anos 80 está sendo reeditada em versões de luxo, com faixas-bônus e CDs extras com raridades e gravações ao vivo. Foram cinco até agora  – “Heaven and Hell” (1980), “Mob Rules” (1981), “Live Evil” (1982), todos com Dio nos vocais – “Seventh Star”, com Glenn Hughes cantando, e “Eternal Idol”, na voz de Tony Martin. O sexto item do pacote, “Dehumanizer”, é de 1992 e tem Dio cantando, sendo o único até agora lançado oficialmente no Brasil.

Os fãs estranharam a ausência de “Born Again”, o clássico de 1983 com Ian Gilan (Deep Purple) como vocalista. Em princípio não deveria mesmo ser reeditado, pois havia pendências sobre direitos de comercialização com a editora do grupo à época. Só que isso foi resolvido e finalmente teremos “Born Again – Deluxe Edition”, com bônus e CD extra.

O CD deve ser lançado na Europa e nos Estados Unidos em 30 de abril. Lançado em outubro de 1983, obteve grande sucesso comercial na Inglaterra, atingindo a posição mais alta de um trabalho do grupo desde “Sabbath Bloody Sabbath”, de dez anos antes. Nos Estados Unidos, não ficou nem entre os 40 mais vendidos.

No Brasil, apesar de não ter vendido de forma expressiva na época de seu lançamento, acabou virando febre no final dos anos 80 tanto em vinil como em CD, não só pelo conteúdo, pois o álbum é excelente, como pela capa, frequentemente considerada a mais horrenda de todos os tempos.

Leia também o texto Born Again: por que o álbum do Black Sabath é venerado no Brasil.

A nova versão conta com o álbum original remasterizado, além de um CD bônus com a inédita “The Fallen”, além de mixagens alternativas e faixas ao vivo. “The Fallen” nunca foi lançada oficialmente, mas é conhecida no mercado, espeicalmente depois do surgimento da internet, pois integra pelo menos três álbuns piratas, os bootlegs, do Black Sabbath com Ian Gillan nos vocais.

Dos álbuns oficiais que não tiveram Ozzy Osbourne como o cantor, ainda faltam receber o tratamento “Deluxe Edition” “Headless Cross” (1989), “Tyr” (1990), “Cross Purposes” (1994) e “Forbidden” (1995), todos cantatados por Tony Martin.

Capa de "Born Again", do Black Sabbath, lançado em 1983

Lista de músicas

CD 1

01. Trashed
02. Stonehenge
03. Disturbing The Priest
04. The Dark
05. Zero The Hero
06. Digital Bitch
07. Born Again
08. Hot Line
09. Keep It Warm

CD 2

01. The Fallen
02. Stonehenge
03. Hot Line
04. War Pigs (live)
05. Black Sabbath (live)
06. The Dark
07. Zero The Hero
08. Digital Bitch
09. Iron Man (live)
10. Smoke On The Water (live)
11. Paranoid (live)