Ben Harper estende a mão ao blues com o CD 'Get Up!'

Estadão

02 de abril de 2013 | 06h59

Estadão.com.br

Ben Harper é um homem de coragem. Pois quando todos rumam para o leste, ele embarca para o oeste sem nenhum constrangimento.
Na era em que o blues corre riscos de desaparecer dos grandes repertórios e das turnês mundiais – a morte de Magic Slim, recentemente, tirou um dos últimos bluesmen legítimos da estrada, agora só faltam BB King e Buddy Guy – Ben chama o lendário gaitista Charlie Musselwhite para conceber um autêntico disco de blues, sem concessões.

A voz de Harper, que parece dar a volta ao mundo de um álbum para o outro, vem suja, envolvente e, sabiamente, sem sofrer contágios com pretensos covers.

Há blues de Chicago em I’m in I’m out and I’m Gone; blues de um domingo no Harlem em We Can’t End This Way; blues rock inglês e pesado em I Don’t Believe A Word You Say e blues balada pop em You Found Another Lover – todas assinadas por Harper e dedicadas a Solomon Burke e a John Lee Hooker.

Musselwhite aparece em improvisos pontuais entre as frases, sem querer holofotes. Um álbum excepcional e profundo de um homem que estendeu a mão a um gênero em crise.

Capa de 'Get Up!'

Capa de ‘Get Up!’ – Divulgação

BEN HARPER E C. MUSSELWHITE
GET UP STAX
Preço médio: R$ 32

Tudo o que sabemos sobre:

Ben HarperCharlie Musselwhite

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: