Baratos Afins comemora 35 anos com festival no Sesc Consolação

Estadão

01 de novembro de 2013 | 06h34

do site Catraca Livre

Patrimônio da cidade e parada obrigatória para todos que se interessam por música, a loja de discos e selo Baratos Afins completa 35 anos de atividade, sob o comando do incansável Luiz Calanca. Para comemorar em grande estilo, o Sesc Consolação realiza uma série de shows exclusivos, entre os dias 15 e 21 de novembro, com artistas lançados ao longo de todos esses anos. Se apresentam Fábrica de Animais e Messias Elétrico, Cosmo Shock e 3 Hombres, Luiz Waack e Lanny Gordin, Radioativas e Mercenárias + Smack, com participação de Edgard Scandurra, e Salário Mínimo e Golpe de Estado, com participação de Serguei. Os shows têm ingressos de até R$ 20.

Fundada em 1978, mais do que vender discos, a Baratos Afins mantém também um selo, que iniciou na década de 1980 quando Arnaldo Baptista, ex-vocalista e baixista dos Mutantes, resolveu lançar seu segundo álbum solo de forma independente.

Daí em diante, passaram pela Baratos Afins vinis que marcariam a história da música brasileira, de artistas e bandas como Mutantes e Tropicália, Lanny Gordin, As Mercenárias, entre outros. Ampla e com um impressionante acervo total de 100 mil bolachões, a loja virou uma referência com o seu catálogo completo, incluindo muito rock, música brasileira, classic rock e títulos de novas bandas.

Dia 15 de novembro

Fábrica de Animais e Messias Elétrico (AL)

divulgação

Desde sua origem, em 2007, a banda Fábrica de Animais apresenta-se com grande frequência em São Paulo. Além de realizar o 1º Festival Fábrica de Animais no Juke Joint, antigo Sanja Jazz Bar, tocou no Bourbon Street, Sesc Vila Mariana, Centro Cultural São Paulo, Studio SP, e realizou temporadas em locais de destaque da nova cena do rock paulista, como Livraria da Esquina, Club Noir e Sarajevo.

As letras, escritas em sua maioria pela vocalista Fernanda D´Umbra e o guitarrista Sérgio Arara têm ainda três parcerias com o poeta Marcelo Montenegro. No show, além canções como Torto, Trôpego e Cambaleante, Tô Cansada, Honey, Ano Novo em Bagdá, Farra de Cicatriz, Pneumonia, But not today, entre outras, a banda apresenta sua versão punk-blues de Wang Dang Doodle, de Willie Dixon e uma versão de Hearth Attack & Vine, de Tom Waits.

No vocal, Fernanda, sem medo de soltar a voz e com grande domínio do repertório, conduz o show em uma performance segura e ousada. No instrumental, a banda traz para o rock da guitarra de Sérgio Arara, uma gaita nascida na terra do blues e tocada com extrema virtuose por Flávio Vajman, contando com uma “cozinha” firme e elegante formada pelo contrabaixo de Caio Goes e a bateria de Cristiano Miranda.

No show, a banda, que lançou recentemente seu primeiro CD pela Baratos Afins, mostra composições próprias nas quais a identidade musical construída pela mistura de blues, rock e soul destaca-se revelando uma maneira original de escrever e tocar rock´n´roll.

Messias Elétrico é um experimento musical fundado em meados de 2010. Um amálgama das diversas influências de cada integrante, lírica e musicalmente falando, o que resulta num caldeirão de possibilidades ilimitadas trabalhando a favor da música.

16 de novembro

Cosmo Shock e 3 Hombres

divulgação

Banda Cosmo Shock

Há cerca de seis anos surgiu a Cosmo Shock, banda que mescla blues elétrico com folk, rock, música experimental e baladas boogaloo, o que confere uma sonoridade única com doses de psicodelia. Formada por Cristiano nos vocais, órgãos e cordas; Fábio nas guitarras, Marcos no baixo; Mario – bateria.

3 Hombres foi formada em 1987, por Daniel Benevides -vocal e gaita; Minho K – guitarras; Thomas Pappon – guitarras; Jair Marcos – baixo; Walter Silva – bateria. O nome é uma alusão ao terceiro álbum do trio texano ZZ Top, que traduz a intenção musical da banda: um rock básico, pautado na trama do par de guitarras e no pelo da cozinha.

19 de novembro

Luiz Waack e Lanny Gordin

divulgação

Lanny Gordin

Luiz Waack é compositor, arranjador, guitarrista, violonista e instrumentista de cordas em geral. Também produtor e diretor musical atua no cenário musical brasileiro há trinta anos em shows, turnês nacionais e internacionais e gravações com artistas como Itamar Assumpção, Marisa Monte, Bocato, Ney Matogrosso e Luis Melodia. Tocou em bandas como Gang 90, banda Isca de Polícia (Itamar Assumpção), Turbilhão de Ritmos, entre outras. Como compositor tem dois trabalhos de música instrumental lançados pelo selo Baratos&Afins (Vidros&Trilhos e Maguari). Está em fase de produção de seu terceiro CD instrumental.

No repertório “Vidros e Trilhos”, Pá-Nela”, “Pro Hélio”, Marina “, Maguari”, “Onze”, “Pra Nina”, What a Wonderfull Louis! “, “Pra Sempre” e “Caminhando” serão tocadas em arranjos hora mais inimistas , hora mais pesados , em Baladas , Baião , Sambas , entre outros grooves, com muita improvisação e beleza. O show contará em seu final com a participação especial do guitarrista Lanny Gordin.

O guitarrista Lanny Gordin transita com muita propriedade pelo rock e o jazz. Nos anos 60 contribuiu para dar identidade à Tropicália. Recentemente gravou e lançou pela Baratos Afins, com direção de Luiz Calanca. O álbum conquistou elogios da crítica em todo o país e desde então tem realizado apresentações em diversos espaços divulgando este repertório, que é a base para o show especial deste projeto.

20 de novembro

Radioativas e Mercenárias + Smack – Participação de Edgard Scandurra

Radioativas traz à tona a cena musical do punk 77 através das guitarras do classic e hard rock, com influências que vão de Runaways a Beatles e Blondie, dos Rolling Stones a Ramones.

divulgação

As Radioativas

As Mercenárias é um grupo de pós-punk nacional que surgiu no início dos anos 80, com influências de bandas inglesas como Siouxsie and the Banshees, Joy Division, The Slits e Sex Pistols. Depois de um hiato musical, o grupo retorna com a integrante da formação original Sandra Coutinho acompanhada das novas integrantes Geórgia Branco (guitarra) e Pitchu Ferraz (bateria). O guitarrista Edgard Scandurra, integrante original das bandas Mercenárias e Smack, participa das duas apresentações.

As Mercenárias retornam como power trio e mostram o vigor post-punk de seu repertório que inclui clássicos como “Me Perco Nesse Tempo”, Santa Igreja e “Polícia”.

21 de novembro

Salário Mínimo e Golpe de Estado – Participação de Serguei

divulgação

Pioneira do Hard/Heavy brasileiro, a banda Salário Mínimo participou da primeira versão da histórica coletânea “SP Metal” (Baratos Afins, 1984) com as músicas “Cabeça Metal” e “Delírio Estelar”. Três anos depois, o grupo lançou seu primeiro álbum, “Beijo Fatal” (1987), ficando inativa em meados de 1990. O grupo paulistano vem promovendo o seu novo álbum, “Simplesmente Rock”, lançado pela gravadora Voice Music. Com China Lee – vocal; Daniel Beretta – guitarra; Junior Muzilli – guitarra e voz; Diego Lessa – baixo e voz; Marcelo Campos – bateria.

O Golpe de Estado é uma das principais bandas de hard rock do Brasil. Com quase 30 anos de carreira e atualmente com nova formação se dedica à divulgação do seu recém-lançado disco “Direto do Fronte”. Nos shows, além das recentes, embala novamente as canções dos anos 80. Com Dino Linardi – vocalista; Hélcio Aguirra – guitarrista; Nelson Brito – baixo; Roby Pontes -bateria.

SERVIÇO

  • Sex 15/11
    • às 16:00
  • Sáb 16/11
    • às 16:00
  • Ter 19/11
    • às 21:00
  • Qua 20/11
    • às 20:00
  • Qui 21/11
    • às 21:00
PREÇO R$ 20
LOCAL Sesc Consolação http://www.sescsp.org.br/consolacao -Rua Doutor Vila Nova, 245 -Vila Buarque – Centro -São Paulo -(11) 3234-3000

Tudo o que sabemos sobre:

Baratos Afins

Tendências: