Arnaldo Antunes registra show de Iê Iê Iê na laje de sua casa

Estadão

17 de dezembro de 2010 | 16h02

Emanuel Bomfim – Território Eldorado 

“Ao Vivo Lá em Casa” não é só uma sugestão. Arnaldo Antunes realmente aproveitou o próprio lar, no bairro de Pinheiros, para gravar o show que consta em seu novo DVD. De caseiro mesmo só o espaço. O resto foi tudo preparado como manda o figurino e a imensa equipe de técnicos, produtores, iluminadores e cinegrafistas. Na laje e para poucos, o cantor registrou as músicas de seu disco mais recente, “Iê Iê Iê” (2009). A direção ficou por conta de Andrucha Waddington.


Arnaldo e banda gravam DVD na laje da casa do cantor, em SP (Foto:  Fernando Laszlo/ Divulgação)

“É um registro íntimo, afetivo, para uma plateia de amigos, filhos, familiares e outros artistas. Foi bem gostoso”, explica o compositor durante papo com Régis Salvarani no programa MPB Café Eldorado, da Rádio Eldorado .

 A estética da jovem guarda que inspirou as músicas do álbum ganhou no DVD o reforço de personagens do rock brasileiro desta época. Erasmo Carlos injetou suingue em “Sou uma Criança Não Entendo Nada”, dos anos 70. Já Jorge Ben, responsável pela consolidação do samba-rock a partir dos anos 60, divide o palco com Arnaldo cantando “As Árvores” e “Cabelo”.  Fernanda Catatau, que foi o produtor de “Iê Iê Iê”, toca em algumas faixas. 

A abertura do show, emblemática, traz o conjunto de samba Demônios da Garoa interpretando a canção “Já Fui uma Brasa”, de Adoniran Barbosa. “Trata-se de um olhar da geração mais antiga vendo a chegada dos meninos deste tal de iê iê iê, como ele canta na música”. No encerramento do show, Arnaldo retoma o samba e faz sua própria versão.

Tudo o que sabemos sobre:

Arnaldo AntunesRádio EldoradoTitãs

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: