A nostalgia do Return to Forever, em caixa para fãs

Estadão

01 de setembro de 2012 | 11h54

Antonio Gonçalves Filho

Formada há 40 anos, a banda Return to Forever ocupou nos anos 1970 um dos três postos principais do jazz fusion, gênero que consagrou outros dois grupos, a Mahavishnu Orchestra e o Weather Report.

Tendo como líder o tecladista Chick Corea, a banda se dissolveu e voltou a se reunir para apresentações ao vivo em várias ocasiões, inclusive no ano passado. A caixa The Mothership Returns, lançada agora com dois CDS e um DVD, traz a gravação ao vivo desse reencontro. É, naturalmente, uma reunião nostálgica de ex-integrantes da banda, que teve três formações.

 Estão no disco, além de Chick Corea, o baixista Stanley Clarke, o violinista Jean-Luc Ponty, o guitarrista Frank Gambale e o baterista Lenny White. Ao lado de composições da época, como After the Cosmic Rain e Señor Mouse, a banda faz uma releitura de peças clássicas como o Concerto de Aranjuez, de Rodrigo, tendo como solistas Corea e Ponty.

 O disco é indicado para fãs radicais do RTF. Para quem não ouviu na época, o som pode parecer um tanto retrô e o tempo das músicas, excessivo. Falta a sutileza que Chick Corea desenvolveu em sua carreira solo e sobram demonstrações de virtuosismo.

Tudo o que sabemos sobre:

Chick CoreaReturn to Forever

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.