A bizarra relação de astros do cinema com o rock

Estadão

18 de setembro de 2010 | 23h00

Marcelo Moreira

O mais roqueiro de todos os atores de cinema em todos os tempos é Jack Black, astro de “Escola do Rock” (filme no qual se empenhou pessoalmente para viabilizar, produzir e filmar), “King Kong” e de mais de 20 filmes de boa bilheteria. Seu amor pela música é tão grande que mantém uma banda, Tenacious D – e acaba por “empatar” a vida dos amigos músicos.

O novo álbum do grupo – que já gravou dois neste século – tem até nome, “The Complete Masterworks vol. 2”, mas não tem data sequer para ser gravado, segundo o ator declarou em recente entrevista a um site roqueiro de Los Angeles.

Jack Black (esq.) no Tenacious D

Jack Black (esq.) no Tenacious D

O problema é que Black fica se equilibrando nas duas atividades. Ser ator é mais lucrativo, mas ser guitarrista e cantor é mais prazeroso. O Tenacious D, uma banda que mistura folk, punk e heavy metal, teve agenda cheia em diversos festivais de verão nos Estados Unidos, mas Jack Black deve voltar ao cinema neste semestre. http://www.youtube.com/watch?v=pcJwz7wu8_s (Tenacious D)

A bizarra relação de atores e atrizes que sonham em se tornar ídolos do rock e da música em geral tem uma lista extensa. Veja alguns exemplos que ainda estão em atividade (nos links de cada tópico acesse vídeos de shows ou clipes):

John Belushi e Dan Aykroyd – The Blues Brothers – Uma dupla de comediantes que atuava e cantava no programa “Saturday Night Live” e que amava o blues. Nos intervalos de filmagens e participações no programa, inventaram uma banda de brincadeira para se divertir. Só que chamaram alguns amigos da pesada para tocar, e o que era brincadeira virou longa metragem de muito sucesso e rendeu ao menos dois álbuns, um deles ao vivo. A morte de Belushi em 1982, por abuso de drogas, abortou o criativo grupo, que ensaiou voltas e até um segundo filme em 2000, mas sem sucesso. – http://www.youtube.com/watch?v=HCTJeT2i9QU
BluesBrothersPoster

Steven Seagal – O astro zen budista que estrela filmes ruins de artes marciais e pancadaria é um razoável guitarrista de blues. Ao lado de uma banda afiada, gravou três CDs, sendo o último “Mojo Priest”, tendo como convidados especiais Bo Diddley e Ruth Brown. Songs from the Crystal Cave”, uma coleção de blues e folk, de 2005, teve a participação de Stevie Wonder. – http://www.youtube.com/watch?v=kxOYen3UthE

Keanu Reeves – Dogstar – O astro de “Matrix” é um baixista competente, mas pouco virtuoso. Sua banda, o Dogstar, em hibernação, apostava em um pop rock, com quedinha para o alternativo grunge. Reeves chegou a abrir shows para o Bon Jovi na Austrália. Nada de espetacular. – http://www.youtube.com/watch?v=lYdGZ4rgHHw&feature=related

Johnny Depp – P – O superastro da série “Piratas do Caribe” é um roqueiro fanático e pela guitarra. Começou a tocar aos 10 anos e passou por inúmeras bandas de pop-rock na adolescência. Já como ator, formou a banda P como hobby nos anos 90, com a qual gravou apenas um CD. Também compôs e cantou duas músicas do filme “Chocolate”, que estrelou. Atualmente toca por diversão. http://www.youtube.com/watch?v=UVKkWvNQzxE

Kiefer Sutherland – O mundialmente famoso agente Jack Bauer, de “24 Horas”, é um conceituado guitarrista de bar, segundo músicos de clubes de Los Angeles. Entretanto, assim como Depp, trata a música apenas como hobby enquanto toca – é um colecionador de guitarras, tendo mais de 40 em sua casa. Paralelamente à carreira de ator, é empresário de uma obscura banda de rock, Rocco de Luca and The Burden. http://www.youtube.com/watch?v=rgFRW_sA3rk e http://www.youtube.com/watch?v=pJnqUik5glg

Juliette Lewis – Estrela de “Cabo do Medo”, “Assassinos por Natureza” e outros sucessos, abandonou quase que totalmente o cinema para ser cantora de rock. Com a banda The Licks gravou três bons álbuns de rock básico, tendendo para o hard rock. “Four On The Floor” é o seu melhor trabalho e teve participação de Dave Grohl (Nirvana e Foo Fighters). NO ano passado lançou um disco solo, sem os Licks, mais pop e meloso. Não agradou. http://youtu.be/Y5_oqFSa8I4 e http://www.youtube.com/watch?v=xKgbM9eT2ik

Juliette Lewis and the Licks

Jared Leto – 30 Seconds to Mars – Outro que aparentemente anda priorizando o rock do que o cinema – e está se dando bem com isso. Criou a banda 30 Seconds to Mars ao lado do irmão Shannon (ambos são guitarristas e tocam baixo) e é o ator que mais se deu bem na música, em termos de vendagem de álbuns. Já gravou dois CDs. A banda faz um rock alternativo sem muita novidade, mas com bastante competência. Leto canta bem e é um razoável guitarrista. Merece uma audição.
http://www.youtube.com/watch?v=qF1wZQzpeKA
30-Seconds-to-Mars-30-seconds-to-mars-267684_1024_768

Scarlett Johansson – Atual preferida do diretor Woody Allen, com o qual já fez quatro filmes, lançou-se como cantora com a ajuda de amigos músicos da época em que não era atriz. Canta bem e escolhe o repertório com inteligência, soando pop sem ser comercial ao extremo. “Anywhere I Lay My Head”, de 2008, traz dez versões para músicas de Tom Waits, além de uma composição original de Johansson, “Song For Jo”. Em meio a filmagens, encontrou tempo para lançar em 2009 “Break Up”, álbum ao lado do músico Pete Yorn. http://www.youtube.com/watch?v=USiLOQFW3X4 e http://www.youtube.com/watch?v=XCx5sOj7SlA

Bruce Willis – Superastro de filmes de ação, é um entusiasta do blues e do country. Como cantor é apenas passável, e sabe disso, tanto que gravou álbuns onde nitidamente não se levava a sério. Fez dois CDs ao lado da banda The Accelerators, “The Return of Bruno” e “If It Don’t Kill You, It Just Makes You Stronger”. Aparentemente se aposentou dos palcos após uma turnê para soldados americanos no Iraque. http://www.youtube.com/watch?v=Ha0XM_bTPVk

Bruce Willis toca gaita com The Accelerators

Bruce Willis toca gaita com The Accelerators

Kevin Costner – Outro entusiasta do country/blues, o astro de “Dança com Lobos” e de outros sucessos no cinema toca violão, um pouco de guitarra e canta (mal) com a banda Modern West. As apresentações são bem esporádicas e gravaram um CD apenas, “Untold Truth”, de 2008. Ouça apenas por curiosidade. http://www.youtube.com/watch?v=5PRPTUNHr6M e http://www.youtube.com/watch?v=CpgmOObaTE8

Kevin Costner and the Modern West

Kevin Costner and the Modern West

Dennis Quaid – É o mais assíduo dos atores roqueiros no palco. Guiarrista e vocalista da banda The Sharks, faz seu repertório baseado no rockabilly e em clássicos dos anos 50. Toca frequentemente em clubes de Los Angeles. Para um amador, até que manda bem no palco. Não tem registro de gravações comerciais. http://www.youtube.com/watch?v=rbwEp6JzIOY

Billy Bob Thornton – Ex-marido de Angelina Jolie e considerado um dos melhores atores de sua geração, esteve muito próximo de se tornar músico profissional. Toca bateria e guitarra e passou por várias bandas na adolescência, inclusive uma que fazia covers do ZZ Top, onde era o baterista. Grande amigo de estrelas do rock, montou sua Billy Bob Thornton Band e gravou o CD “Private Radio” (2001), uma mistura de rock sulista com pop radiofônico. Faz apresentações esporádicas e lançou o segundo trabalho em 2003, “The Edge of the World”. Canta melhor do que Steven Seagal, Kevin Costner e Bruce Willis, o que não significa muita coisa. Seus álbuns, entretanto, são aceitáveis. http://www.youtube.com/watch?v=7xlc0T12Imw

Russell Crowe – 30 Odd Foot of Grunts – Único ganhador de Oscar que ainda toca na atualidade. Astro de “Uma Mente Brilhante” e “Gladiator”, brincou de ser vocalista da banda 30 Odd Foot of Grunts na Nova Zelândia, onde nasceu, e na Austrália, para onde mudou e ficou famoso como ator. Cantor sofrível, mesmo assim cometeu cinco álbuns: “Gaslight” (ao vivo, de 1998), “Bastard Life or Clarity” (2001), “Texas” (2002) e “Other Ways of Speaking” (2003), com a banda, e “My Hand and My Heart” (2005), como artista solo. Bem fraquinho. http://www.youtube.com/watch?v=zaD8x3rqTrc

Russell Crowe e a banda 30 Odd Foot of Grunts

russell-crowe-30-odd-foot-of-grunts

Kevin Bacon – Bacon Brothers – Ator brilhante e versátil, compõe um duo folk/country com o irmão Michael. Juntos desde a adolescência, tocam esporadicamente ao vivo, nas folgas de Kevin no cinema. O trabalho deles merece respeito, é muito bem feito, mas é bem chatinho. Álbuns: “Forosoco” (1997) “Getting There (1999), “Can’t Complain” (2001),”Live: The No Food Jokes Tour” (2003) e “White Nuckles” (2005). http://www.youtube.com/watch?v=yMB9S-NU-nw

Peter Stormare – Blonde From Fargo – O ator sueco, que canta e toca guitarra e baixo, tem uma trajetória parecida com a de Billy Bob Thornton. Envolvido com música desde a adolescência, participou de diversas formações que faziam rock clássico, especialmente covers dos Beatles. O sucesso no cinema europeu o levou a Los Angeles em 2000, onde, como coadjuvante, participou, entre outros, de “Fargo”, “Minority Report” e “O Hotel de Um Milhão de Dólares”. Foi nas gravações do filme da trilha sonora que conheceu o U2 e Bono, autores da trilha sonora. Encorajado pelo cantor, Stormare formou a banda Blonde From Fargo com músicos veteranos da cena roqueira da Califórnia. Ainda se apresenta com regularidade em clubes e tem nove músicas registradas no iTunes. http://www.youtube.com/watch?v=r-_s0R6TCyY e http://www.youtube.com/watch?v=r-_s0R6TCyY

Harry Dean Stanton – Harry Dean Stanton Band – Talvez seja o mais profissional de todos os atores que lidam com música na atualidade. Sua banda transita pelo jazz e pelo blues há mais de 15 anos e tem fãs como Ringo Starr e Bono, do U2. Sua voz pode ser ouvida na trilha sonora de “Paris, Texas”, de Wim Wenders, que estrela com Nastassia Kinski, lançado em 1984. Apesar do jeito soturno ao cantar, lembrando Johnny Cash, faz um bom trabalho musical. http://www.youtube.com/watch?v=Q9ZxQ-5vZLE

Zooey Deschanel – Moça boinita com voz delicada, mas pequena e limitada. Estrelou o filme recente “500 Dias com Ela”, uma comédia romântica tolinha, mas curte mesmo é a música. Já lançou dois CDs em companhia do guitarrista M. Ward na dupla She and Him na linha folk-pop. Foram dois trabalhos bem feitos, mas nada demais. http://www.youtube.com/watch?v=W4gKLSoH1LQ

Bill Nighy – É o melhor ator-cantor da atualidade, melhor até mesmo do que aqueles que abraçaram a música, como Juliette Lewis e Jared Leto. E o mais legal: não se lançou com cantor. O fato é que o ator inglês de 61 anos surpreendeu a todos como Ray Simms, o vocalista do Strange Fruit, a fictícia banda decadente dos anos 70 retratada no filme “Still Crazy”, de 1998 – “Ainda Muito Loucos” no Brasil. Nighy cantou mesmo as músicas que interpreta no filme e que estão na ótima trilha sonora. Já era muito requisitado, mas o o filme o alçou à condição de celebridade – foi um dos destaques de “Operação Valquíria”, estrelado por Tom Cruise. Em 2004, interpretando Billy Mack, foi um dos principais atores de “Simplesmente Amor” – que teve Rodrigo Santoro – novamente uma decadente estrela do rock inglês. Ele também gravou músicas para a a trilha do filme e um clipe para a canção “Christmas Is All Around Us”. Pena que náo seguiu na música. http://www.youtube.com/watch?v=BX2T2pUJfJw (Strange Fruit – filme Still Crazy) e http://www.youtube.com/watch?v=Vl2vX229e1A (filme Simplesmente Amor).

Cartaz do filme "Still Crazy", com Bill Nighy à frente

Cartaz do filme

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: