Versão brasileira

Estadão

09 de julho de 2010 | 07h00

toy_story04_500

Confesso que não resisti ao convite de uma amiga para ver Toy Story 3 pela segunda vez.

Só que, agora, no Imax. Para minha surpresa, a maior diferença entre as duas experiências não foi o tamanho da tela. Foi o áudio. Na primeira vez, havia assistido ao filme dublado. Já na sala do Bourbon Pompeia, era legendado. Nunca pensei que diria isso, mas… prefiro a versão em português. Quando vi o primeiro Toy Story no cinema, em 1995, tinha só 7 anos. E acabei registrando que a trupe de Woody tinha nosso idioma como língua materna. Até hoje lembro (e aposto que você também) dos ETs do Pizza Planet dizendo: “O gaaaa-aaarra”, expressão que se repete três vezes no filme atualmente em cartaz. Foi uma decepção ouvi-los dizer “the claw”, na voz original. E não acho que isso seja birra de criança – nenhum Tom Hanks vale mais que a minha infância. (Carol Pascoal)