O Reserva está de olho no seu filho

Estadão

27 Fevereiro 2010 | 08h00

CIN1_SO_RES_400

O Reserva Cultural (Av. Paulista, 900, São Paulo, 11-3287-3529) ficou famoso pela programação alternativa: séria e quase sisuda demais. Mas isso deve mudar. Popular com o público adulto, agora o endereço está de olho nas crianças. No dia 21/3, lança um novo projeto, ainda sem nome, que exibirá simultaneamente filmes para os pais, em uma sala, e para os filhos, em outra.    

“Como os longas infantis têm duração mais curta, teremos contadores de histórias, monitores e outras atividades antes e depois da sessão, para completar o tempo”, afirma Jean Thomas Bernardini, um dos sócios. As salas serão decoradas com bexigas e tecidos coloridos. O primeiro ciclo, para crianças acima de 7 anos, começará com a exibição de Pequenas Histórias. O evento se repetirá quinzenalmente, sempre aos domingos de manhã, com filmes como Os Xeretas, Os Três Zuretas e Tainá 2

Matria_s_400

“Nosso objetivo é a formação de plateia. Nas próximas edições podemos incluir atrações para as crianças mais novas”, continua Bernardini (na foto, com a sócia Denise Pompeu). Ele afirma que percebeu a demanda por uma sessão infantil depois de uma pesquisa com os frequentadores do lugar. “Esperamos que em 2011 o Reserva Cultural vire um templo do cinema infantil de qualidade”. 

Nunca é cedo demais para transformar seu filho em um minicinéfilo, não é? (Fernada Araujo)