Ela prefere não lembrar

Estadão

15 de outubro de 2010 | 18h24

como_esquecer_500.jpg

Há duas semanas, Eu Matei Minha Mãe, do jovem diretor (e ator) canadense Xavier Dolan chegou aos cinemas da cidade. Em um filme quase biográfico, ele fala do relacionamento difícil entre um jovem gay e sua mãe. Hoje (15), estreia Como Esquecer, da brasileira Malu de Martino, que também fala de homossexualidade, mas com uma abordagem diferente: o filme mostra a rotina de personagens gays (que não sofrem discriminação, nem precisam lutar contra o preconceito), por meio da história de Julia (Ana Paula Arósio). A moça acabou de terminar uma relação com a namorada. Para superar a separação, decide ir morar com o amigo Pedro (também gay). A trama é conduzida em um ritmo lento, mas o roteiro de José Carvalho é envolvente e tem diálogos bem-escritos – e carregados de drama. (Luiza Pereira)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: