De volta a Sicupira

Estadão

23 de julho de 2010 | 10h26

bemamado_500

Depois de novela e série, O Bem-Amado vira filme. O texto de Dias Gomes, sobre um prefeito corrupto (Marco Nanini) disposto a tudo para inaugurar o cemitério de sua cidade, segue atual. Mas nem mesmo o diretor Guel Arraes, tão afeito a diálogos rápidos, consegue comprimir toda a trama sem deixá-la exaustiva.