Como nasce um ídolo

Estadão

03 de dezembro de 2010 | 11h41

liverpool_500.jpg

Lançado em 2005, pelo jornalista Bob Spitz, The Beatles – A Biografia é considerado um dos livros mais confiáveis sobre a história da banda. Mas não foi ele que serviu de base para O Garoto de Liverpool, o filme de Sam Taylor-Wood sobre John Lennon que estreia hoje (3). Sua fonte é Imagine – Crescendo com meu Irmão John Lennon, publicado por Julia Baird alguns meses após o lançamento da obra de Spitz – e considerado oportunista por muita gente.

Diferentemente do livro, o filme aborda apenas a adolescência de Lennon (Aaron Johnson). Quando tinha cinco anos, ele passa a morar com a tia Mimi (vivida por Kristin Scott Thomas), que julga que a irmã não tem responsabilidade suficiente para educar uma criança. Anos depois, porém, mãe e filho se reencontram. E se apaixonam um pelo outro – e também pelo rock.

O filme deve agradar a quem não é ‘beatlemaníaco’, pois é uma história bem-contada. Mas quem se apegar à veracidade da trama pode se incomodar: alguns fatos não são narrados da forma como relatou Spitz (a suposta relação difícil entre Lennon e a tia, por exemplo, parece ter sido suavizada). Escolha acreditar nele ou em Julia. (Luiza Pereira)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: