Achados e perdidos

Estadão

10 de março de 2010 | 18h00

(Este é o sétimo post da série de resenhas publicadas no Guia do Estadão sobre filmes que concorreram ao Oscar e estão em cartaz)

mensageiro_400 

O Mensageiro | The Messenger, EUA, 2009

Indicações | Melhor Ator Coadjuvante, para Woody Harrelson; Melhor Roteiro Adaptado, para Alessandro Camon e Oren Moverman

Ferido em um combate no Iraque e atormentado pela experiência da guerra, o sargento Will Montgomery (Ben Foster) volta aos EUA e ganha, de seus superiores, o ‘privilégio’ de poder comunicar aos parentes dos soldados mortos que seus filhos não vão voltar para casa. O Mensageiro, trabalho de estreia de Oren Moverman, é um filme que fala de um aspecto da guerra, mas é também uma história sobre três personagens moldados por perdas e ausências: Will, que nunca se sentiu filho de seus pais, seu chefe imediato Tony (Woody Harrelson), um militar solitário, e Olivia (Samantha Morton), que perdeu o marido – e de quem o sargento começa a se aproximar. Enquanto Will e Tony cumprem a sua tarefa de entrar em contato com as famílias dos soldados e vão se deparando com reações diversas – narradas em belas cenas -, começam também a enfrentar seus próprios fantasmas. Harrelson está indicado ao Oscar, mas são Foster e Samantha que mais mereciam estar concorrendo. (Rafael Barion)

*Publicado no Guia de 19/2/2010

Tendências: