Pacote gagaístico

Estadão

17 de março de 2010 | 20h58

Lady Gaga? just wonderfull. O vídeo Telephone tem roteiro e direção feitos por ela com o sueco. “Sorry, I cannot hear you,/I’m kinda busy…” & “Once you kill a cow, you’ve gotta make a burger” são frases ótimas. Já viu?  

Mais incrivel foi a rapidez com que as gay fizeram essa versão de Telephone. Aqui, a paraense Ximbica com participação especial de Nany People. Como Beyoncé com Gaga

Ximbica e Nany People – Telefone (dubladas por Lady Gaga e Beyonce) from ogurizao on Vimeo.

E se você gosta de Gaga vai amar Semi Precious Weapons. O fato de SPW abrir shows de Stephanie Germanota faz pensar que a banda – hot ticket – é apadrinhada por ela. Mas é exatamente o contrário. SPW faz buzz no circuito indie de NY há dois anos e foram os primeiros a dar espaço a Gaga. “Enchíamos clubes com 300 pessoas e ela pediu para deixarmos que fizesse a performance Lady Starligth, que era muuuito melhor que qualquer bandinha de NY”, lembra o frontman Stevie Trainer. Grata, Gaga retribui colocando SPW para abrir Monster Ball. Justin Traner é bem bom e está “ressuscitando” o glam-rock. “I can’t pay my rent, but I’m fucking gorgeous”, canta. Carisma? Ele tem. Star quality, também. A banda está lançando músicas no iTtunes. Da Irlanda, o debochado Trainer falou ao Estado.

Onde tudo começou?
Em 2004, em Berklee. Montamos a banda enquanto fazíamos a escola de música. Mudamos para NY e… boom! Acredita que estejam mesmo revivendo o glam-rock? Não é um rock-glam da antiga escola. Sei que parece que sou fã, mas nunca prestei atenção até ser comparado. Quando chequei o que diziam, entendi. Mas acho que sou uma pessoa do velho rock do AC/DC, Zeppelin, Guns N’ Roses (tem show dia 13 no Palestra Itália) e Metallica. De qualquer maneira, o momento é superexcitante. Passamos muito tempo convencendo agentes de que os fãs de pop, que gostam dos top 40, podem gostar de rock se a música for boa. Ainda bem, estão a-man-do a banda. Meio que virei uma celebridade, uma loucura.

O que faz você ter certeza disso?
Preciso ganhar dinheiro. Quero muitos sapatos, joias. Pensa que tudo aconteceu desse jeito, assim, do nada? Eu trabalhava numa joalheria e fiz uma linha de badulaques para vender na Urban Outfitters e pagar as contas. Incrivelmente, as pessoas amaram, então pensei: vou fazer as coisas da Fetty, minha marca, com diamantes e bater na portas da Barney’s. Estão lá. Continuo não tendo onde morar, mas pelo menos posso dormir dentro do nosso ônibus. Este é nosso ano, você vai ver. Não tem como… O disco We Love You foi produzido para download.

E agora?
Em dezembro terminamos de gravar com o produtor Jack Joseph Puig (Green Day, Beck), com produção executiva de Gaga. Estamos colocando no Itunes algumas músicas e, quem comprar os EPs agora, poderá ter o restante do disco em breve.

O The Village Voice elegeu o SPW como a melhor banda de NY, certo?
É uma questão de tempo para o mundo amar a gente. Não tenho culpa se fico melhor do que Gaga nos vestidos dela.

Agora, ouça:

Semi Precious Weapons from Ito Partners on Vimeo.

Ah… sabe os looks de látex de Gaga? a designer é Atsuko Kudo, uma japonesa radicada em Londres, que faz os looks de Grace Jones, meias para Houssein Chalayan, Vivienne Westwood e… fez as meias que compuseram o styling do desfile da estilista Juliana Jabour. Fiquei com a preta. As que sobraram estão à venda na Surface to Air.

Atsuko com latex padronizado com filigranas; é um luxo da marca. Foto: Wireimage

Atsuko com latex padronizado com filigranas; é um luxo da marca. Foto: Wireimage

Na imagem enviada por Atsuko, as meias à venda na Surface to Air. Foto: Atsuko Kudo Design

Na imagem enviada por Atsuko, as meias à venda na Surface to Air. Foto: Atsuko Kudo DesignUnderwear de filigranas da designer japonesa