Carnaval é coisa séria e merece respeito

Estadão

29 Fevereiro 2012 | 17h03

Em 1968, o então prefeito Faria Lima apoiou com verba pública o carnaval paulistano. Daí para frente, a festa não parou de crescer. Em 1990 a ex-prefeita Luiza Erundina oficializou o carnaval com a Lei 10831/90 aprovada pela Câmara Municipal a 13 de novembro de 1989. Hoje este ato consta da Lei 14.485 de 19 de julho de 2007 que consolida a Legislação Municipal referente a datas comemorativas, eventos e feriados do município.

Obedecendo à lei, todos os prefeitos, através da SPTuris, dotam de verba as entidades que realizam o Carnaval: a LIGA I das Escolas de São Paulo, a Uesp (União das Escolas de Samba Paulistanas), a Abasp (Associação das Bandas Carnavalescas de São Paulo) e a ABBC (Associação das Bandas, Blocos e Cordões Carnavalescos de São Paulo).

Para garantir a manutenção do evento em boa sintonia com o poder público, e principalmente a imagem da festa na maior cidade brasileira, sambistas de todas as entidades deveriam discutir, em seminário, um código de ética exigindo boa postura em desfiles, eve ntos carnavalescos, apurações e outras atividades em que a transparência de seus atos possam elevar a boa imagem que faça jus ao investimento público feito no carnaval. Para a total segurança do evento não vale a força bruta, mas pensamento e atitudes fortes!

 

Escolas do Grupo de Acesso têm premiação

Para valorizar os desfiles das escolas de samba do GrupodeAcesso, umgrupo liderado por GilbertoFarias e com o apoio da LIGA do Samba de SãoPaulo,elegeu as melhores agremiações do Acesso. Vice-campeã, a Acadêmicos do Tatuapé levou o prêmio em melhor enredo,melodia (time de canto) e dança de comissão de frente. A campeã Nenê de Vila Matilde teve melhor harmonia, mestre-sala e porta-bandeira, ala das baianas e melhor escola. A melhor bateria foi da Unidos do Peruche. A Leandro de Itaquera teve melhor velha guarda e passista. E Imperador do Ipiranga, melhor personalidade.

 

A vez do Circo das Mulatas

O sucesso da Banda do Candinho, como tema ‘Circo das Mulatas’, fez tanto sucesso em suas apresentações nas ruas do Bexiga que virou show e vai percorrer o Brasil. O espetáculo é uma homenagem ao Café dos Artistas e ao Circo Piolin.

 

Concurso Musa JT do Carnaval de São Paulo

O presidente da SPTuris, MarceloRehder, participou da entrega das faixas às vencedoras do concurso ‘Musa  JT do Carnaval de São Paulo’. A campeã foi Cinthia Santos, da Águia de Ouro. Em segundo ficou Thainara Primo, da Gaviões da Fiel (eleita a  1ª Princesa) e em terceiro, Rosemeire Rocha, da X-9 Paulistana (2ª Princesa).