Will Butler do Arcade Fire faz música sobre falta de água em SP
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Will Butler do Arcade Fire faz música sobre falta de água em SP

Canção faz parte do desafio de escrever uma música por dia sobre notícias do jornal 'The Guardian'

Alexandre Ferraz Bazzan

26 de fevereiro de 2015 | 14h20

“Você tá de brincadeira”, ou You Must Be Kidding, é o nome da terceira música gravada por Will Butler para o periódico britânico The Guardian. A ideia é inspirada em Bob Dylan que costumava escrever material novo depois de ler as notícias. As canções de Will não são tão boas quanto às de Dylan, nem quanto as do irmão Win(you can’t always win, badumts), mas são melhores que a crise que assola a cidade de São Paulo.

Will ao fundo com os companheiros de Arcade Fire

Will ao fundo com os companheiros de Arcade Fire

Will está lançando um disco solo chamado Policy, e o desafio de escrever uma música por dia é uma boa forma de promoção. O Guardian conta a história de moradores que tiveram corte no fornecimento. “Não é viável, nós passamos quatro dias sem água e vimos pessoas se comportar como animais em nosso prédio, imagine 20 milhões”, diz uma delas. Ao final da reportagem, a sindica de um dos prédios afetados fala aliviada: “ao menos o pior já passou”, e é respondida pela secretária do condomínio: “você deve estar brincando, isso está apenas começando”, saiu daí a inspiração para o refrão e o nome.

O integrante do Arcade Fire também lembra de suas passagens por São Paulo. Na primeira, ele diz que ficou fechado no hotel por conta do cansaço pelo fuso horário, já na segunda visita, ano passado para tocar no Lollapalooza, ele conseguiu passear com a ajuda de colegas músicos. Ele ainda é positivo, e imagina que o hotel onde se hospedou vai dar um jeito de reutilizar a água mesmo com possíveis cortes.

Ouça abaixo a nova música inspirada na crise de SP:

Tudo o que sabemos sobre:

Arcade FireWill Butler

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: