Stela Campos é uma banda
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Stela Campos é uma banda

Cantora deve lançar ao menos dois novos discos em 2016 e faz show neste sábado na Sensorial Discos

Alexandre Ferraz Bazzan

06 de novembro de 2015 | 15h58

Se morasse em Londres ou Nova York, ela provavelmente teria uma carreira consolidada como PJ Harvey, mas, morando em Recife, teve que decidir em 1999 qual seria o seu nome artístico, mesmo com 10 anos de estrada. Ela ficou conhecida como Lara por causa de sua banda Lara Hanouska e participou de um projeto junto com os caras do Fellini. “Meu nome não é Lara”, dizia antes de resolver que não mudaria a identificação do RG para tocar guitarra e cantar.

Foto: Juleita Benoit - Stela Campos e o produtor de 'Dumbo Reloaded' Érico Theobaldo

Foto: Julieta Benoit – Stela Campos e o produtor de ‘Dumbo Reloaded’ Érico Theobaldo

O primeiro disco solo, Céu de Brigadeiro, veio com letras em destaque: Stela Campos. Pouco mais de 15 anos depois ela ainda brinca com a decisão: “Parece nome de cantora de MPB.” A criação de uma identidade não preocupa a cantora, mas sim deixar uma obra consistente a cada novo trabalho, talvez por isso ela transite com tanta facilidade entre os colegas da música.

A paulistana mudou para Recife antes do estouro nacional do Manguebeat, no começo dos anos 1990 e tocou com Chico Science e Devotos do Ódio (hoje só Devotos). Depois de seis anos voltou para casa, mas continua tendo músicas requisitadas para filmes pernambucanos, como O Som ao Redor.

A mulher que é uma banda.“Eu ganhei aquela biografia da Kim Gordon, Girl in a Band (traduzida aqui para A Garota da Banda) e na dedicatória estava escrito: “Minha amiga é uma banda.” Ela continua sendo uma banda e deve lançar pelo menos dois discos em 2016. Um em inglês, que ela considera a continuação de Dumbo, e outro em português. Um terceiro ainda pode surgir com a banda de estúdio The Icebergs, mas esse projeto não tem programação. “É uma banda de brincadeira”, explica ela.

Neste sábado, Stela Campos apresenta Dumbo Reloaded às 17h na Sensorial discos. São reinvenções e remixes de seu último álbum.

No podcast ela fala de tocar com Chico Science, Daniel Johnston, da atual banda que a acompanha, influências e projetos para o futuro. Ouça:

Lembrando que é possível assinar o podcast no iTunes e no Stitcher. Você também pode baixar o arquivo e colocar no seu mp3 player.

Outras edições do podcast:

Bootleg Entrevista – Vivendo do Ócio

Bootleg Entrevista – Henrike (Blind Pigs)

Bootleg Entrevista – Kid Foguete

Bootleg Entrevista – Deb and the Mentals

 

Mais conteúdo sobre:

bootleg entrevistaStela Campos