Radiohead entra para o arquivo histórico do congresso americano
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Radiohead entra para o arquivo histórico do congresso americano

Veja outros 15 artistas da música que foram guardados pelo governo dos EUA

Alexandre Ferraz Bazzan

25 Março 2015 | 15h23

Todo ano a biblioteca do congresso americano adiciona 25 gravações sonoras para seus arquivos. A prática visa manter a memória histórica e estética do país, e tem salvos o famoso discurso de Martin Luther King Jr., aquele do sonho, e o pronunciamento do presidente Franklin Delano Roosevelt ao congresso após o ataque japonês em Pearl Harbor.

Foto: Danielle Dalledonne/Reprodução

Foto: Danielle Dalledonne/Reprodução

Em 2015, o disco OK Computer foi escolhido para se juntar a esse hall histórico. O álbum marca a virada do Radiohead de rock de guitarras para as experimentações que fizeram da banda uma das mais originais e respeitadas do mundo. Entre os escolhidos da turma de 2014, além do Radiohead, estão The Doors, Joan Baez, Lauryn Hill e a música Stand By Me de Ben E. King, eternizada posteriormente por John Lennon.

Qualquer um pode sugerir gravações, mas elas precisam ser em áudio e ter mais de 10 anos. Na sugestão, é preciso justificar a importância histórica ou estética do áudio, e mostrar como ela reflete a vida estadunidense.

Ouça abaixo o disco OK Computer na íntegra e outros 15 registros musicais salvos pelo governo dos EUA:

Nirvana – Nevermind 

Jimi Hendrix – Are you experienced?

Johnny Cash – At Folsom Prison

Etta James – At Last

Bruce Springsteen – Born to Run

Sam Cooke – A Change is Gonna Come

Muddy Waters – I’m Your Hoochie Coochie Man

Otis Redding – I’ve Been Loving You Too Long

Beach Boys – Pet Sounds

R.E.M. – Radio Free Europe

Billie Holiday – Strange Fruit

Jerry Lee Lewis – Whole Lotta Shakin’ Going On

Sonic Youth – Daydream Nation

The Crickets – That’ll Be the Day

Chuck Berry – Roll Over Beethoven

Mais conteúdo sobre:

Radiohead