As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Os 50 melhores discos feitos em 2015

Ano foi cheio de boas novidades, como Tobias Jesso Jr. e The Arcs, mas também marcou o retorno de grandes nomes, entre eles Iron Maiden e Wilco

Alexandre Ferraz Bazzan

22 de dezembro de 2015 | 19h46

A revista Rolling Stone dos EUA vem fazendo listas há bastante tempo e elas são sempre boas para conhecer artistas que você nunca ouviu falar e aprender com eles, sem contar que são sempre boas conversas de bar. A mais recente é a dos 100 maiores compositores de TODOS OS TEMPOS. Pequenas heresias, como colocar U2 à frente de David Bowie e Patti Smith, fazem a gente ter vontade de pegar o rosto dessas pessoas e esfolar no asfalto quente de São Paulo, mas ignorar Cartola, Noel Rosa, Chico Buarque, Tom Jobim, Serge Gainsbourg, Fela Kuti, Muddy Waters, Miles Davis e John Coltrane(isso para não entrar na música clássica) em uma lista com Taylor Swift e Billie Joe Armstrong é revoltante, é ultrajante… é de pensar que o pessoal por lá não saca nada de música.

Além desse fato, percebi que outros países fazem listas únicas para os melhores do ano. Alemanha e França colocam artistas locais competindo com gigantes mercadológicos como Justin Bieber e Florence + the Machine. Juntar bandas nacionais e internacionais foi a forma de valorizar os brasileiros em um ano tão fértil da nossa música. Também é o reconhecimento de que, por mais que os europeus e estadunidenses queiram convencer o mundo disso, não existem fronteiras. Especialmente na música.

A lista não tem grandes critérios definidos. São simplesmente álbuns(completos e inéditos (o ao vivo do Wesley Safadão infelizmente fica de fora), também não incluí singles e EPs por questão de formato) produzidos entre janeiro e dezembro. É possível que eu não tenha ouvido o seu artista preferido ou que tenha preferido outro que não ele. Paciência.

Confira a lista abaixo:

Leia mais:

10 artistas que mais faturaram com shows em 2015

‘A interminável necessidade de ser’ do Mundo Alto

Rock Rocket faz homenagem ao punk dos anos 1980 de SP

Elvis Depressedly e a crise dos 25 anos

As músicas mais atemporais de todos os tempos

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: