Eu quis te ligar (uma playlist sobre telefone)
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Eu quis te ligar (uma playlist sobre telefone)

Alexandre Ferraz Bazzan

08 de setembro de 2017 | 17h19

Reprodução do filme ‘Alta Fidelidade’

“Eu liguei para ela de novo” – Era assim que eu ia começar a história (de ficção) sobre um cara que não consegue se distanciar da ex-namorada, mas ninguém mais faz ligações. Uma das maiores invenções do século 20 caiu completamente no ostracismo e se alguém ainda usa a palavra telefone hoje é por pura inércia. A maioria dos adolescentes nem deve saber quem foi Alexander Graham Bell.

Hoje em dia as pessoas só percebem que o aparelho que elas carregam no bolso serve para ter uma conversa de longa distância instantânea e por áudio quando algum telemarketing tenta fazer uma cobrança ou vender algo que elas não precisam e nem querem comprar.

A ideia para essa playlist começou quando o Sam Shepard morreu e a Patti Smith escreveu esse texto maravilhoso sobre ele e como ele costumava ligar para ela no meio da noite. Mais ou menos na mesma época, a Lilly Hiatt lançou uma música falando da noite que o David Bowie morreu e como ela quis falar com alguém. Eu falei com a minha mãe e era uma manhã em Ribeirão Preto.

O telefone ainda hoje é usado comercialmente para fechar negócios, mas no campo pessoal, e é esse uso que entrou em dezenas de filmes e músicas, o aparelho serve para conversar com alguém que está longe, para contar algo importante de bom ou ruim que aconteceu ou simplesmente ouvir a voz delx.

Com o tempo, o telefone ganhou novos significados. Conseguir o número de alguém em uma festa era sinônimo de conquista e depois também foram criadas várias etiquetas. Eu, por exemplo, não costumo ligar depois das 22h e nem antes das 10h; se a pessoa não atendeu depois de três toques, eu desligo e por aí vai. Mas quem nunca ligou bêbado no meio da noite para uma ex ou futura?

O filme Swingers, de 1996, ensina quantos dias esperar para ligar quando você consegue o número de alguém…

… e o pior uso possível do aparelho.

É engraçado que algumas dessas etiquetas não seguem para as novas tecnologias.

Enfim, fiz essa playlist abaixo de músicas sobre telefone. Um bom fim de semana a todos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.