David Berman, do Silver Jews, morre aos 52 anos
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

David Berman, do Silver Jews, morre aos 52 anos

Colega de Stephen Malkmus ficou conhecido pelo esmero com as palavras em suas letras e poesias

Alexandre Ferraz Bazzan

08 de agosto de 2019 | 15h08

Foto: D. C. Berman

Três amigos se uniram no final dos anos 1980 para formar o Silver Jews, mas apenas um deles se manteve constante para criar essa banda que se tornaria querida para vários artistas do indie-rock. Os outros dois saíram para criar a Pavement.

David Craig Berman poderia ser apenas um prefácio na brilhante carreira dos colegas Stephen Malkmus e Bob Nastanovich, mas ele conseguiu fazer suas palavras se tornarem inspiração para seus contemporâneos. “Eu não conseguiria fazer um rock pesado ou superar as pessoas com maestria técnica, como o Jack White, então para que tentar? É por isso que eu sempre me esforcei muito com as palavras”, disse Berman em uma entrevista para o The New York Times, em 2005.

Berman lançou seis discos com o Silver Jews e ganhou algum reconhecimento ao publicar o livro de poesias Actual Air. Com o fim do Silver Jews em 2008, ele se tornou recluso até recentemente, quando ele fez um álbum com o seu novo projeto Purple Mountains.

A gravadora Drag City, que lançou o disco do Purple Mountains em julho, confirmou o falecimento do músico sem detalhar a causa da morte. O selo independente havia anunciado uma turnê, que começaria neste sábado, do projeto e chamava os shows de “potencialmente uma experiência única na vida”.

Tendências: